Memória Litúrgica Bem-aventurado Padre Miguel Sopoćko


Detalhes do Evento


(01/11/1888 – 15/02/1975)

“O Evangelho, não consiste em anunciar que os pecadores devem tornar-se bons, mas que Deus é bom para os pecadores.” (Padre Miguel Sopoćko)

Padre Miguel nasceu em 1º de Novembro de 1888 em Novosady, região de Vilnius, atual Lituânia. Ingressou no seminário em Vilnius em 1910, foi ordenado sacerdote em 1914 e a seguir trabalhou como capelão do exército polonês, em Varsóvia e em Vilnius (1918-1932). Durante cinco anos exerceu a função de diretor espiritual, os trabalhos que publicou chegam a cerca de 200 volumes. Como confessor da Santa Faustina Kowalska, forneceu os fundamentos teológicos do culto da Divina Misericórdia.

O Bem-aventurado Padre Miguel teve mérito de conduzir à santidade a jovem religiosa, Irmã Faustina. Em seu Diário, encontramos o seguinte estímulo de Jesus: “Eis a tua ajuda visível na terra. Ele te ajudará a cumprir a Minha vontade na Terra”, (Diário, 53).

Graças ao empenho do Padre Miguel foi realizado alguns desejos que Jesus tinha pedido a Santa Faustina. Em 1934, ele mandou Eugeniuz Kazimirowski pintar a Imagem de Jesus Misericordioso com a inscrição “Jesus eu confio em Vós”, segundo a visão de Santa Faustina.

No seu Diário, muitas vezes Irmã Faustina escreveu sobre o desejo de Jesus, que era a fundação de uma nova congregação. A congregação das Irmãs de Jesus Misericordioso foi fundada em 1941, 3 anos depois da morte de Irmã Faustina, e foi o próprio Padre Miguel que escreveu as primeiras Constituições e cartas de formação para as irmãs.

Depois da morte da Santa Faustina, Padre Miguel divulgou o culto da Divina Misericórdia com toda força de sua vida, ele escreve: “Não devo desistir de propagar o culto a Misericórdia Divina, nunca posso dizer que fiz o suficiente… Porquanto a profundeza da Misericórdia Divina é inesgotável, e não seria suficiente a nossa vida para sua glorificação, o mundo já teria deixado de existir a muito tempo, e Deus quer ainda, antes que ele termine conceder a graça aos homens, para que ninguém possa escusar-se no juízo, dizendo que não sabia da bondade de Deus e não ouviu falar de sua misericórdia (…). Toda vida eu tentei glorificar a Deus na sua Misericórdia, pois, sempre recebi graças de que não era digno.”

Os escritos de Santa Faustina mostram que Padre Miguel é um sacerdote muito amado por Deus (Cf. Diário, 676; 962; 1253; 1256; 1792). Santa Faustina também escreveu sobre a santidade, humildade, coragem e total confiança do Padre, (Cf. Diário, 88; 573; 1601; 838; 1586).
No dia 28 de setembro de 2008, no Santuário da Misericórdia Divina em Bialystok (Polônia), realizou-se a beatificação do Padre Miguel Sopoćko confessor e diretor espiritual de Santa Faustina Kowalska, fundador das Irmãs de Jesus Misericordioso, foi beatificado, 33 anos após sua morte e 70 anos após a morte de Santa Faustina.

“Saúdo os poloneses que vieram aqui a Castel Gandolfo. De maneira especial saúdo hoje os participantes da beatificação que hoje se realiza na Polônia, em Bialystok, do Servo de Deus Padre Miguel Sopoćko, confessor e diretor espiritual de Santa Faustina Kowalska. Por sugestão dele, no seu conhecido Diário ela descreveu as suas experiências místicas e as aparições de Jesus Misericordioso. Também graças aos empenhos dele foi pintada e apresentada ao mundo a conhecida imagem com a legenda: “Jesus, eu confio em Vós”. O Servo de Deus deu-se a conhecer como zeloso sacerdote, professor e educador, promotor do culto da Divina Misericórdia. Associo-me à alegria das arquidioceses de Bialystok e de Vilnius e de todos fiéis no mundo a quem é próxima a mensagem de Jesus Misericordioso. Com essa beatificação certamente se alegra, na casa do Pai, o meu amado predecessor, o Servo de Deus João Paulo II. Foi ele que confiou o mundo à Divina Misericórdia. Por isso repito o seu voto: Que Deus rico em misericórdia abençoe a Vós todos”.

Fonte: Irmãs de Jesus Misericordioso.

Categorias:

Favorite o link.