Devota testemunha cura após Grupo de Oração. Confira

Com mais de 2 mil pessoas, o segundo e terceiro dia do Cerco de Jericó da Família – As Casas que Jesus entrou, foi repleto de muita fé e devoção.

Maria Cesária, pregadora do 2º dia do Cerco, 11 de julho, abordou o tema: Jesus entra na Casa de Jairo e leva a Vida (Lucas 8, 40-56). Ela destacou em suas palavras que a ordem do Senhor é não temas, pois nossa situação não será mais difícil que a de Jairo, que estava com sua filha morta? Complementou ainda afirmando que Nosso Deus é o Deus da verdade, e aquele que crê, pode ver a sua Glória.

Nesta última terça-feira 18, contamos com a pregação do Padre Jair Batista de Souza, MIC, Provincial da Congregação dos Padres Marianos no Brasil, que abordou o tema: Jesus entra na Casa do Fariseu e leva o Perdão (Lucas 7,36-50). Ele explicou que o perdão inicial tem que partir de você, da sua identificação e que Jesus vem a nossa casa, e quer te trazer o perdão. O Provincial ressaltou que quem mais é perdoado, é quem mais ama, o amor que temos pelo Senhor, está diretamente relacionado com o perdão que recebemos Dele.

Clique aqui e veja todas as fotos do Grupo de Oração

Como finalização da noite, foi lido um emocionante testemunho, confira:

“No final de Junho de 2016, eu comecei a sentir fortes dores no estômago. Fiz alguns exames e descobri que estava com câncer, um tumor maligno e que eu passaria por uma cirurgia grande, na qual retirariam todo meu estômago e eu ficaria com restrições alimentares. Estava com muito medo, mas eu tinha de fazer a cirurgia urgentemente, pois poderia ocorrer um aumento do tumor. Marcado a cirurgia para a próxima terça-feira daquela semana, no domingo, que antecedia, me bateu um desespero e logo na segunda-feira, eu optei por cancelar e informei que eu gostaria de refazer os exames. No passeio do Santíssimo, Jesus com sua Misericórdia infinita, veio me abraçar em meio a tanta gente, Jesus parou na minha frente e me abençoou, neste momento senti muito forte sua presença.

Repeti meus exames, e novamente deram positivos, porém nos 15 dias que a biopsia demorou para sair, Deus me encaminhou para o Hospital Erasto Gaertner, através de uma amiga que conseguiu um encaminhamento.

No primeiro atendimento, fui sinalizada de como seria as etapas no hospital. E para que a cirurgia acontecesse, demoraria mais ou menos um mês. E mais uma vez a providência Divina agiu, o oncologista era amigo do cirurgião gastro e fui atendida naquele mesmo dia e marcamos a cirurgia para a semana seguinte.

A cirurgia foi realizada no dia 29 de julho, demorou cinco horas e nela tiveram que reconstruir a ligação do meu estômago com o intestino. Com 15% do estômago recuperado, eu consegui uma boa recuperação.

Fui encaminha para o setor de oncologia, para a análise de quimioterapia, e a médica informou todos os ciclos dessa jornada, e me colocou também que eu não poderia engravidar após esse tratamento e sugeriu congelamento dos óvulos. Sai do consultório destruída, pois eu estava com planos de engravidar. Esse dia era uma terça-feira, dia de Grupo de Oração e eu estava sem vontade ir, porém meu esposo insistiu e mencionou que Deus iria nos dar uma resposta.

Naquela noite a pregação foi feita pela Daniele Quirino, e deu seu testemunho perante a medicina humana que não poderia ter filhos, e Deus já havia lhe dado três Filhos. No passeio do Santíssimo senti muito forte, Jesus dizendo confia em mim. E neste momento, meu coração se encheu de alegria.

No dia 29 de agosto comecei a fazer as sessões de quimioterapia, foram momentos muito difíceis para mim.

Tempos depois refiz meus exames e para a Honra e Glória de Jesus hoje estou curada.

Jesus, eu confio em Vós! Amém.

Devota Elisângela.

Colaboração: Fernanda Francisquinho – PASCOM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *