Papa Francisco a novos sacerdotes: façam homilias que saiam do coração

Como tradição, a cada ano no IV domingo da Páscoa, acontece o chamado “Dia do Bom Pastor”, dia em que a Igreja celebra o Dia Mundial de Oração pelas Vocações.

Ao ordenar 10 novos sacerdotes para a Diocese de Roma, em 2017, o Pontífice recomendou aos novos sacerdotes que estes estejam mais próximos dos fiéis e evitem homilias intelectuais. “Não façam homilias por demais intelectuais e elaboradas: falem simples, falem aos corações. A vida dupla é uma doença feia na Igreja”, advertiu o Papa aos novos presbíteros.

Francisco lhes pediu que durante toda vida, possam reconhecer o que fazem, imitando o que celebram para que participando do mistério da morte e da ressurreição do Senhor, esforcem-se por fazer morrer em vocês todo o mal e por caminhar na vida nova.

Os neo-sacerdotes pertencem ao Pontifício Seminário Mario, Pontifício Seminário Menor, Seminário Redemptoris Mater (cujos seminaristas são do Caminho Neocatecumenal) e do Seminário da Virgem do Divino Amor.

O Pontífice pronunciou a homilia ritual prevista na edição italiana do Pontifical Romano para as Ordenações de Presbíteros, acrescentando alguns comentários pessoais. Francisco assinalou que os novos sacerdotes são configurados a Cristo, são consagrados como verdadeiros sacerdotes do Novo Testamento e, a este título, serão pregadores do Evangelho, e presidirão os atos de cultos, especialmente as celebrações do sacrifício do Senhor.

Fonte: Acidigital