Celebração da Santa Missa com batizados do mês de novembro acontece no Santuário

No último sábado, 03 de novembro, aconteceu no Santuário da Divina Misericórdia às 19h, a celebração da Santa Missa, presidida pelo Padre Sandro Souza, MIC, e em seguida, o Batismo de 11 crianças, realizado pelo diácono Sebastião Melo.

Durante a homilia a partir do Evangelho de Mateus 5,1-12, e por ocasião do dia de Todos os Santos, o Padre Sandro refletiu sobre bem aventurança e santidade.

Bem-aventurado é sinônimo de santo. Após algumas breves indagações, o padre definiu que uma característica geral dos santos é a simplicidade. Santos são os pobres em espírito, mas que possuem um coração centrado em Deus. Busquemos para nós uma vida de santidade.

 

 

Batismo é o sacramento da iniciação cristã

São João Paulo II publicou em 1980 a Instrução da Congregação da Doutrina da Fé Pastoralis Actio, nela ele afirma: mediante sua doutrina e práxis, a Igreja mostrou que não conhece outro meio senão o batismo para assegurar às crianças a entrada na eterna bem-aventurança.

Sobre o sacramento do Batismo, dois princípios são destacados por São João Paulo II:

1- O batismo, necessário para a salvação, é sinal e instrumento do amor da parte de Deus, que nos liberta do pecado original e comunica a participação na vida divina: por si, o dom destes bens às crianças não deve ser adiado.

2- É preciso providenciar garantias para que este dom possa desenvolver-se mediante uma verdadeira educação da fé e da vida cristã, de modo que o sacramento alcance sua ‘verdade’ total. Estas garantias normalmente são proporcionadas pelos pais ou por parentes, ainda que sejam possíveis diversos modos de supri-las na comunidade cristã.

 

Colaboração Pastoral do Batismo