Há dois anos, a igreja ganhava um novo santo: Estanislau de Jesus e Maria

No dia 05/06/2016, Papa Francisco presidia a Santa Missa que canonizava os novos santos da Igreja Católica: Estanislau de Jesus Maria (Polônia) e Maria Isabel Hesselblad (Suécia). Com a participação de milhares de fiéis na Praça São Pedro, em sua homilia o Pontífice entrelaçou a vida dos dois novos santos com as leituras do dia.

“A Palavra de Deus que ouvimos nos conduz para o acontecimento central da fé: a vitória de Deus sobre o sofrimento e a morte. É uma Palavra que nos chama a permanecer intimamente unidos à paixão de Jesus, para que se manifeste em nós o poder da sua ressurreição”. Esta foi também a experiência de Estanislau de Jesus Maria e de Maria Isabel Hesselblad, que hoje são proclamados Santos: permaneceram intimamente unidos à paixão de Jesus e, neles, manifestou-se o poder da sua ressurreição.

O SANTO

Estanislau de Jesus e Maria é fundador da Congregação dos Padres Marianos da Imaculada Conceição. Natural da Polônia, nasceu em 18 de maio de 1631. Foi um religioso e obteve grande fama de propagar o Sacramento da Penitência. Considerado como o “Patrono da Vida”, Estanislau foi beatificado em 2007, pelo o então Papa Bento XVI. O milagre que levou a beatificação foi a cura milagrosa de um feto no ventre materno.

Em 2011 o fundador dos Marianos, foi reconhecido pelo Parlamento Polonês como “exemplo de cidadão, cuja ação foi movida pelo profundo amor pela própria pátria”. Os Bispos poloneses, reconhecendo o valor da dedicação de Papczynpski ao próprio país, observam que Deus desperta incessantemente novos testemunhos em um dado lugar e em um tempo definido, que ajudam os homens a acolher o Evangelho e a vivê-lo na cotidianidade e que “com a sua canonização a Igreja proclama que os novos santos são autênticos exemplos de vida e intercessores diante de Deus”.

O milagre atribuído à intercessão de Santo Estanislau de Jesus e Maria, é a cura muito rápida, completa, duradoura e inexplicável, do ponto de vista médico, de Barbara Rudzik, que sofria de Pneumonia Bilateral – complicada por uma Síndrome de insuficiência respiratória aguda, e Síndrome de Insuficiência Múltipla dos órgãos.

Veja também:

Santo Estanislau Papczyński: uma vida, uma missão

O Milagre de Santo Estanislau de Jesus e Maria

Santo Estanislau Papczynski e a Divina Misericórdia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *