Momento histórico para a Congregação dos Padres Marianos

Neste ano, no dia 15 de março, o Vaticano anunciou a canonização do fundador da Congregação dos Padres Marianos da Imaculada Conceição, o Bem-Aventurado Estanislau Papczynski. O sacerdote polonês será canonizado neste domingo, 5 de junho, na Praça São Pedro, no Vaticano, a partir de então o seu nome religioso será Santo Estanislau de Jesus e Maria.

santo-estanislau3A Santa Sé aprovou, em janeiro, o milagre atribuído à intercessão do Bem-Aventurado, sendo este milagre a cura inexplicável de uma jovem a quem os médicos já tinham desligado os aparelhos que a mantinham com vida.

O Padre Jair Batista de Sousa, natural de Curitiba (PR), mora em Roma e é membro do Conselho Geral da congregação dos Padres Marianos da Imaculada Conceição. De acordo com o Padre Jair, o Bem-Aventurado Estanislau Papczynski deixou o Carisma da Congregação fundado em três elementos: o culto e a divulgação à Imaculada Conceição, rezar pelas almas do purgatório e preparar as pessoas para a morte, serviço pastoral e serviço à Igreja.


Este é um momento histórico para a Congregação dos Padres Marianos, que esperou 300 anos por este acontecimento. Muitos padres e seminaristas marianos do Santuário da Divina Misericórdia, no Umbará, estão indo para Roma para participar da celebração da canonização  ao lado dos irmãos de comunidade. Viver esta graça é um estímulo para reavivar em todos o carisma do fundador da Congregação.

“Espero que a Canonização do fundador renove em nós, Marianos, aquela única aspiração que o Padre Estanislau trazia consigo: ‘Senhor, meu Deus, eu vos ofereço o meu coração, para que ame unicamente a vós a nada além de vós’”, confia o Provincial da Congregação dos Padres Marianos e Reitor do Santuário da Divina Misericórdia, em Curitiba, Padre Leandro Aparecido da Silva, MIC.

Confira o Milagre pelo qual o Bem-Aventurado Estanislau Papczynski será canonizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *