Novo Cardeal do Iraque afirma: “é um impulso de esperança” aos cristãos perseguidos

O Patriarca católico caldeu da Babilônia, Dom Louis Raphael Sako, disse que o anúncio do Papa Francisco de que ele será criado cardeal é um “impulso de esperança” para uma Igreja que foi perseguida e que sofreu tanto, como o Iraque. Em uma entrevista ao Vatican News, Dom Sako indicou: “Para mim, foi uma verdadeira surpresa! Estou muito agradecido”.

Perguntado por Vatican News sobre o significado da atenção do Papa Francisco aos cristãos iraquianos, o Arcebispo explicou que não é a primeira vez que o Papa pensa nas Igrejas que sofrem. “Do mesmo modo, o Núncio na Síria foi criado cardeal e hoje a nomeação é para o Iraque. Mas também para outros países: o Papa é como um pai, abre os olhos e vê onde há mais necessidade de ajuda, como esta nomeação. E isso quer dizer que a Igreja é viva, é forte e que precisa perseverar, permanecer, testemunhar o Evangelho”, manifestou.

Dom Louis Sako será criado cardeal em 29 de junho junto com outros 13 bispos, incluindo o Arcebispo de Karachi (Paquistão), Dom Joseph Coutts. Logo depois que o Papa Francisco anunciou em 21 de maio os nomes dos futuros cardeais, Dom Sako recebeu saudações de diversas autoridades políticas, civis e religiosas do Iraque.

Fonte: Acidigital 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *