Quais atitudes devemos ter para que a Festa da Misericórdia produza em nós os frutos que Jesus espera?

A confiança é o fundamento de toda a mensagem da Divina Misericórdia, e justamente por isso está associada à celebração da Festa: “Nenhuma alma terá justificação enquanto não se dirigir com confiança à Minha misericórdia. E é por isso que o primeiro domingo depois da Páscoa deve ser a Festa da Misericórdia” (Diário, 570).

Contudo, para que as graças, assim como a indulgência plenária prometida por Jesus – e oficialmente concedida pelo Papa João Paulo II para Festa da Misericórdia possam ser alcançadas e possam produzir frutos em nossas vidas é necessário o nosso sincero arrependimento dos pecados, a confissão sacramental (pode ser no dia da Festa ou nos dias anteriores a ela); a devota participação da Festa no 2º domingo da Páscoa, recebendo nesse dia, com todo amor e devoção, a Comunhão Eucarística. Ainda, procurar, no cotidiano da vida, venerar a imagem de Jesus Misericordioso; implorar a Misericórdia Divina para o mundo; divulgar com ardor a mensagem de Jesus Misericordioso e praticar obras de misericórdia em favor do próximo.

Na Festa da Misericórdia somos convidados a agradecer ao Senhor por Sua bondade para conosco. Sobre essa ação de graças que devemos a Deus, disse o Papa João Paulo II no Regina Caeli do Domingo da Misericórdia de 1995: “toda a oitava da Páscoa é como um único dia”, mas o domingo da oitava é compreendido como um dia de “ação de graças pela bondade que Deus mostrou ao homem em todo o mistério pascal”.

Como Jesus pediu à Santa Faustina, a preparação da Festa conta com a Novena à Divina Misericórdia, que neste ano iniciará no dia 14 de abril.

A devoção da Divina Misericórdia começou a se espalhar pelo Brasil através dos Padres Marianos da Imaculada Conceição, e a Festa vem sendo realizada há 16 anos no Santuário da Divina Misericórdia.

Confira a nossa programação, organize o seu grupo e venha participar conosco da Festa Nacional da Divina Misericórdia, em Curitiba, nos dias 21, 22 e 23 de abril.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *