Ser dizimista: 4 perguntas que você já deve ter feito

 Ser dizimista: Neste texto reunimos quatro perguntas importantes que todo dizimista do Santuário precisa saber a resposta.

  1. Quanto devo doar?

Hoje, o dízimo é uma doação regular e proporcional aos rendimentos do fiel, que todo batizado deve assumir. A palavra “dízimo” significa “décima parte”, e a sua origem está nos 10% que os judeus davam de tudo o que colhiam da terra com o seu trabalho. Também hoje somos convidados a oferecer, de fato, a décima parte daquilo que ganham, mas isso não é um preceitoninguém é obrigado e ninguém deve ser constrangido a fazê-lo. O importante é entender que o dízimo não é esmola. Deus, que jamais nos priva da nossa liberdade, merece a doação feita com alegria. O que é doado de boa vontade faz bem a quem dá e a quem recebe!

  1. Quando devo fazer minha doação?

A entrega do dízimo normalmente é mensal, porque a maioria das pessoas recebe salário todo mês. Já os que recebem semanalmente, por exemplo, podem combinar de entregá-lo uma vez por semana. O importante é saber que o dízimo deve ser entregue na comunidade com a mesma freqüência em que se recebem os ganhos regulares. No Santuário todos os meses temos o “Final de Semana da Partilha”, ele acontece no 2º final de semana. Durante as Missas pode ser depositado o envelope nas urnas existentes dentro do Santuário. Lembrando: Essa é uma sugestão, mas você pode entregar sua doação em qualquer data. 

“Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama a quem dá com alegria” (2Cor 9,7)

  1. Como a doação do dízimo deve ser feita? Posso fazer no boleto ou no cartão?

O Santuário fez a opção de disponibilizar para todos os dizimistas um calendário que já contém os 12 envelopes do ano, você pode retirar o seu, nos stands do dízimo (estão localizados na loja, dentro do Santuário e no salão). Além disso, pode também entregar na Secretaria Paroquial. Outra opção é fazer a doação via cartão de crédito ou debito também na secretaria paroquial. Lembre-se: devolver o dízimo não é uma doação anônima, por isso é muito importante que sejam preenchidos os dados no envelope, só assim, saberemos que você esta fazendo sua doação.

quero_ser_Dizimista

  1. Esse dinheiro é para o padre? Onde ele é investido? 

Por meio do dízimo o Santuário mantém suas atividades, sustenta os trabalhos de evangelização e realiza muitíssimas obras de caridade e assistência aos menos favorecidos. Pelo dízimo, podemos viver as três virtudes mais importantes para todo cristão: a fé, a esperança e a caridade, que nos aproximam de Deus. A seguir as principais dimensões onde o seu dízimo é investido:

Dimensão Social
Suprir as necessidades dos irmãos mais necessitados e resgatar sua dignidade por meio das pastorais sociais.

Dimensão Missionária
Amparar financeiramente as ações de evangelização exercidas fora do território paroquial.

Dimensão Religiosa
Sustentar ,com recursos, todas as necessidades ligadas ao culto e a seus ministros.

Gostou? Então compartilha no Face!

2 thoughts on “Ser dizimista: 4 perguntas que você já deve ter feito

  1. Quero ser dizimista ai, peguei um calendário na igreja moro em Belo Horizonte . Terá que ser através de débito automático.Boleto gera despesas para vocês. Não é melhor o débito. Posso cocar no whatsapp amigos da misericórdia,convocar todos a serem dizimistas. Vamos começar …….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *