Testemunho: Milagre da gravidez no Cerco de Jericó

 

Me chamo Anayara, e hoje quero contar a vocês um dos milagres que recebi ao frequentar este Santuário.

Eu e meu marido nos casamos aqui em janeiro de 2013. Em outubro do mesmo ano, em uma consulta de rotina ao ginecologista, após a realização e alguns exames, fui diagnosticada incapaz de engravidar pela forma natural. Pois, meus exames acusaram a ausência das trompas e uma cavidade no útero.

Ficamos arrasados, pois ser pai e mãe era o nosso maior sonho.

No ano seguinte conheci o grupo de oração. Bastou apenas um encontro para me apaixonar por este lugar. Senti desde o início o fervor do grupo de oração e desde então não parei mais de frequentar. Porém, o meu marido me acompanhou poucas vezes.

No decorrer dos grupos, num momento de adoração, quando me coloquei de joelhos e pedi a  Deus a restauração do meu sistema reprodutor, senti um calor muito forte no baixo ventre, do lado esquerdo.

Após isso, ainda em acompanhamento com especialistas em reprodução humana, foi me pedido mais alguns exames. Quando enfim vimos na imagem a trompa esquerda por inteiro, e a direita pela metade. O milagre começou a acontecer.

Ainda estava com endometriose, que era o que poderia ter causado o entupimento das trompas. Porém as trompas eram muito finas, o que não amenizou meu quadro de infertilidade.

Mesmo assim, todas as vezes que o Santíssimo passava eu pedia. Foi então que em dezembro de 2016, eu ouvi do meu marido, que não me acompanhava muito: “Ano que vem, em 2017, quando o grupo voltar das férias eu prometo que vou sempre com você, sem falhar um encontro sequer.”

Meu coração se alegrou e senti que Deus havia tocado nele e atendido o meu pedido.

Meu marido também apresentava problemas de infertilidade, ouvimos de vários médicos que a possibilidade de gravidez não iria acontecer, porque nós dois tínhamos problemas.

Iniciamos o grupo de oração em 2017, com o Cerco das 10 Virtudes de Nossa Senhora. Quando estávamos no 8º encontro, o meu marido vira para mim e diz assim: Nós vamos conseguir, e o nome dela será Maria Vitória.

O Padre Sandro pediu que aqueles que quisessem ter filhos, viessem diante do Santíssimo, pois nesse dia não haveria o passeio.

Meu marido de início resistiu, mas quando ele viu que eu ia mesmo sem ele, ele resolveu ir.

No dia 18 de Junho resolvi fazer um teste de gravidez de farmácia, apenas por fazer, porque eu já tinha uma coleção resultados negativos.

 

E desta vez o resultado foi POSITIVO. Foi após aquela adoração.

Quando fiz o ultrassom para comprovar a gravidez vimos que era uma menina.

Foi uma gravidez muito difícil, com apenas 12 semanas eu passei por uma cirurgia, precisei levar 2 pontos no colo do útero para segurar o bebê.

Com 26 semanas entrei em trabalho de parto. Passei 3 dias internada, e quando voltei para casa na mesma semana tive muita febre e voltei para o hospital, onde fiquei mais 5 dias internada.

Voltei para casa e a ordem do médico foi repouso absoluto, senão iria perder a criança.

Rezamos incansavelmente, mas tínhamos a certeza de que Deus não nos daria um milagre pela metade.

Com 38 semanas, Maria Vitória nasceu, pesando quase 3kg e medindo 48 centímetros. Uma criança extremamente saudável.

Eu só quero com esse testemunho agradecer a Deus, e eu não posso me esquecer de Nossa Senhora Aparecida, pois foi ela quem me atendeu neste Cerco e confiou a nós esta missão de sermos pais.

Minha última palavra: Imensa gratidão!
Obrigada a todos vocês da Casa da Misericórdia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *