A esperança

Causam-Me grande alegria as almas que recorrem à Minha misericórdia. A estas almas concedo graças que excedem os seus pedidos (D. 1146).

Ainda que tivesse sobre a minha consciência os pecados do mundo inteiro e os pecados de todas as almas condenadas, não duvidaria da bondade de Deus. E, sem pensar, me lançaria no abismo da misericórdia de Deus, que está sempre aberta para nós, e com o coração reduzido a pó me lançaria a Seus pés, submetendo-me inteiramente à Sua santa vontade que é a própria Misericórdia (D. 1552).

Santa Faustina, obtende para mim uma esperança resoluta, de modo que, em meu caminho para o céu, eu possa sempre contar com o perdão de Deus e o auxílio de Sua graça em cada situação, particularmente nos momentos difíceis.

Acompanhe a reflexão com o padre Ednilson de Jesus, MIC