Papa Francisco inaugura lar para órfãos deficientes em Roma

Na tarde do último domingo, 06/05, Papa Francisco realizou uma visita pastoral à Paróquia Santíssimo Sacramento, no bairro Tor de ‘Schiavi, em Roma, onde inaugurou a “Casa da Alegria”, um lar para órfãos deficientes construído no último andar do templo.

Durante a Santa Missa, o Pontífice também conferiu o sacramento da Crisma a Maya, menina de aproximadamente doze anos, que sofre de uma doença mitocondrial.

Quando o Santo Padre chegou, por volta das 16h (hora local), foi recebido pelo Vigário da Diocese de Roma, Dom Ângelo De Donatis, e pelo Bispo Auxiliar de San Salvador, Cardeal José Gregório Rosa Chávez, a quem o Papa confiou à paróquia de Tor de ‘Schiavi após ter sido nomeado Cardeal.

Logo depois, o Pontífice respondeu às perguntas dos presentes e visitou os doentes, idosos, crianças deficientes e os assistentes sociais. Chegando ao lar de órfãos, o Papa Francisco abençoou os quartos e conheceu as sete crianças que viverão neste lugar, junto com dois religiosos e um leigo.

Na homilia da Missa,  sobre o Evangelho do dia (João 15, 9-17), o Papa disse  que “permanecer no amor do Senhor é fazer o que Jesus fez por nós: Ele deu a vida por nós, colocou-se ao nosso serviço. Permanecer no amor é estar a serviço dos outros”.

“O amor é cuidar dos outros, porque o amor se vê nas obras e não nas palavras. O amor é concreto”, recordou.

Como exemplo desse amor, o Santo Padre disse que a “Casa da Alegria” deveria se chamar “Casa do Amor”, pois essa paróquia “cuida de muitas pessoas que precisam ser curadas”.

Logos após a Missa, antes de voltar para o Vaticano, o Papa se despediu dos fiéis reunidos na praça do bairro, que celebravam a sua chegada em frente a um telão instalado para esta ocasião.

Fonte: Acidigital