Santa Faustina: agradecimento pela vida

Agradeça a Deus pela oportunidade de um novo dia!

Agradeça pela sua saúde, pela sua família, pelos seus amigos. Agradeça por ouvir, por enxergar, por sentir o perfume das flores e o vento das árvores. Agradeça pelos obstáculos, desafios e por Deus sempre mostrar o caminho a seguir. Agradeça a Deus por nos dar a certeza de que Nele podemos esperar por dias melhores.

Tenha um fim de semana abençoado!

Desejo que toda a minha vida seja uma única ação de graças para Convosco, ó Deus.
Agradeço-Vos, Deus, por todas as graças com que me cumulais sem cessar, que me iluminam como o brilho do sol e pelas quais me indicais o caminho certo.
Agradeço-Vos, Deus, por me terdes criado, por me terdes chamado do nada à existência, e por terdes posto em mim as Vossas marcas divinas, fazeis isso apenas por amor.
Agradeço-Vos, Deus, pelo santo batismo, que me introduziu na família de Deus: é um dom grande e inconcebível da graça que transforma as nossas almas.
Agradeço-Vos, Senhor, pela santa confissão, essa fonte inesgotável de grande misericórdia, esse manancial inconcebível de graças, em que se purificam as almas manchadas pelo pecado.
Agradeço-Vos, Jesus, pela santa Comunhão, em que Vós mesmo Vos dais a nós; sinto como o Vosso Coração pulsa em meu peito, como Vós mesmo aumentais a vida divina em mim.
Agradeço-Vos, Espírito Santo, pelo sacramento do crisma que me arma como Vosso cavaleiro, dá à alma força para todos os momentos e me defende do mal.
Agradeço-Vos, Deus, pela graça da vocação, por ser chamada para somente servir a Vós, dando-me a possibilidade de Vos amar exclusivamente, é uma grande honra para a minha alma.
Agradeço-Vos, Deus, por todas as inspirações com que a Vossa bondade me cumula, por essas iluminações interiores da alma que não é possível expressar, mas o coração sente.
Agradeço-Vos, Santíssima Trindade, pelas graças inumeráveis com que me cumulastes sem cessar durante toda a vida. Minha gratidão se multiplicará ao despontar a eterna aurora, quando pela primeira vez eu cantar a Vossa glória.

Fonte: Diário de Santa Faustina – A Misericórdia Divina na minha alma, trecho 1286.