História

santuario-divina-misericordia

A história do Santuário da Divina Misericórdia em Curitiba-PR começa muito antes da sua construção, com a vivência sacerdotal do responsável pela obra, Padre Jan Glica, MIC, natural da Polônia. Em 1984, ainda como Pároco na Paróquia Sagrada Família no bairro Portão, em Curitiba, o Padre Jan Glica teve seu primeiro contato com a Devoção à Divina Misericórdia, a partir do seu amigo, o Padre André Krzymyczek, MIC.

Alguns anos se passaram, e os padres ficaram sabendo de um terreno de 60 mil m², localizado próximo à Estrada do Ganchinho, no Umbará, que o senhor Hermínio Nichele havia oferecido como herança à sua filha religiosa, Elvira Nichele, ASCJ.

jan_glica
Padre Jan Glica, MIC

O Padre Jan entrou em contato com as Irmãs, com a intenção de comprá-lo. “Em 1993, durante a Festa do Sagrado Coração de Jesus, conversando com as Irmãs Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, questionei o que elas fariam com o terreno; perguntei para a Madre Superiora, Alice Reginato ‘Irmã, desses 60 mil m² não poderia me doar um pedaço para eu construir o Santuário?’ Naquele momento eu vi alguma coisa nos olhos dela”, recorda o Padre.

A Congregação das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus completava 100 anos de fundação, em 1994, e como ação de graças, a Irmã Alice levou o caso a Conselho Provincial que depois foi levado para a Madre Geral em Roma, de onde veio uma surpresa.

O terreno foi doado pela Congregação das Irmãs Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, na ocasião do centenário da fundação – feita pela Serva de Deus Irma Clélia Merloni, na Itália ‒ como um voto de ação de graças pelo seu dinâmico desenvolvimento no Brasil.

O decreto da criação da paróquia Santuário da Divina Misericórdia (segundo o livro tombo) tem data de 1° de julho de 1994 e a Santa Missa de posse do Pároco aconteceu no dia 24 de julho do mesmo ano, com a presença de Dom Pedro Fedalto, então, arcebispo de Curitiba. No ano seguinte, o Padre Jan Glica, MIC, iniciou a construção da igreja.

“Nós ganhamos 20 mil m² para a construção do Santuário. Fiquei imensamente feliz. Mas começava a me preocupar por ser uma região muito deserta. Também foi incluído na escritura que durante 20 anos nós deveríamos construir o Santuário da Divina Misericórdia”.

 “(…) Eu quero explicar uma coisa muito importante: Jesus não quis ajuda de fora. Jesus quis que esta obra fosse construída com a ajuda de brasileiros. E depois eu pude ver que justamente por causa disso a obra no Brasil se tornou mais notória e conhecida. Todo mundo trabalhava com amor, muitos traziam doações de madeira, tijolos, pedra, material hidráulico e elétrico, eu pagava praticamente só a mão de obra. Portanto quero encorajar os meus Irmãos Marianos que trabalham aqui, que não tenham medo, porque Deus vai proporcionar as condições para que essa obra frutifique”, conta o Padre Jan Glica.

Datas importantes para o Santuário da Divina Misericórdia

No dia 24 de julho de 1994 o Arcebispo de Curitiba, Dom Pedro Fedalto, celebrou uma Santa Missa campal, fundou a Paróquia Divina Misericórdia e empossou o primeiro pároco, Padre Jan Glica, MIC. No dia 17 de agosto de 1997 o mesmo arcebispo abençoou a pedra fundamental do futuro Santuário.

Em 2000, no mês de outubro, foi organizado o primeiro Congresso Nacional da Divina Misericórdia, com duração de três dias.

Dedicação_Santuário_Divina_Misericordia (16)No dia 25 de abril de 2001, Dom Pedro Fedalto conferiu a ela o título de Santuário Diocesano da Divina Misericórdia.

A consagração do Santuário foi realizada no dia 28 de abril de 2002. Neste ano de 2016, comemoramos 14 anos da celebração de Dedicação do Santuário da Divina Misericórdia. Recorda-se que cerca de 400 devotos estiveram presentes na solenidade presidida pelo então Arcebispo de Curitiba, Dom Pedro Fedalto, junto com os Padres da Congregação Mariana, destacamos o Padre Marcos Szczepaniak (na época provincial), o Padre Jan Glica (responsável pela construção do Santuário) e o Padre André Krzymyczek que foi o grande pioneiro na divulgação da Devoção à Misericórdia Divina no Brasil.

Ano após ano o Santuário ganha mais reconhecimento e recebe milhares de fiéis. O Grupo de Oração, que acontece às terças-feiras, tornou-se referência nacional, uma vez que chega a reunir cerca de 5 mil pessoas nos Cercos de Jericó.

Além das Santas Missas, é celebrada diariamente a Hora da Misericórdia e novenas à Imaculada Conceição, nas quartas-feiras.

Outra data também importante para o Santuário é a celebração da Festa da Misericórdia, segundo o desejo expresso de Jesus por meio de Santa Faustina e instituído pelo Papa João Paulo II no ano 2000 para toda a Igreja. Então, os devotos de Curitiba, Região Metropolitana e estados vizinhos, se reúnem no Santuário para glorificar a Divina Misericórdia.

O Santuário da Divina Misericórdia é hoje um centro de divulgação da Devoção à Misericórdia Divina. A partir da Editora Apostolado da Divina Misericórdia muitos materiais a respeito da Divina Misericórdia foram traduzidos para o português brasileiro, e as edições do Diário de Santa Faustina, Apóstola de Jesus Misericordioso, alcançaram milhares de exemplares.

Missa Grupo de Oração
Missa Grupo de Oração