Ajudai-me, Senhor, para que as minhas mãos sejam misericordiosas

“Ajudai-me, Senhor, para que as minhas mãos sejam misericordiosas e transbordantes de boas obras e não se cansem jamais de fazer o bem aos outros, enquanto aceite para mim as tarefas mais difíceis e penosas” (Diário, 163)

O trabalho na vida de Santa Faustina
em nossa própria vida

Mesmo em seu trabalho, Irmã Faustina sempre confiou em Nosso Senhor. Ela não hesitou em derramar seu coração a Jesus quando, por exemplo, ela não conseguia segurar as pesadas panelas de batatas que esvaziava na cozinha. Ela estava preocupada porque desejava cumprir suas responsabilidades de agradar ao nosso Senhor e fazer um bom trabalho para satisfazer os outros.

A Irmã Faustina era uma trabalhadora árdua. Não deveria haver uma única dúvida sobre isso. Mas algumas irmãs ocasionalmente questionavam a incapacidade de Ir. Faustina para fazer trabalhos pesados, principalmente ​​quando ela estava doente e se sentindo frágil. As irmãs pensavam que ela estava fingindo. No entanto, Ir. Faustina desejou de todo o coração seguir e cumprir todas as regras de sua ordem religiosa, sabendo que isso agradaria a Jesus.

Foto: filme Amor e Misericórdia – Faustina

Ela nunca se esquivou dos seus deveres – fosse o trabalho doméstico, atendendo a porta, trabalhando no jardim ou ajudando na cozinha. Porém, quando a saúde de Ir. Faustina ia piorando, às vezes faltava-lhe força necessária para alguns trabalhos. Seus superiores reduziram sua carga de trabalho para acomodá-la.

Durante o noviciado, Ir. Faustina foi designada para trabalhar na cozinha. Havia um grande problema pairando sobre ela: as enormes panelas e frigideiras eram pesadas demais, especialmente quando estavam cheias de água e vegetais fervendo.

Ela tinha grande dificuldade em esvaziar as enormes panelas de batatas. Um convento cheio de irmãs exigia grandes quantidades de comida para serem preparadas. Muitas vezes, enquanto Irmã Faustina tentava equilibrar uma enorme panela de batatas para escorrer a água fervente na pia da cozinha, as batatas cozidas e a água escaldante acabavam caindo no chão – e, às vezes, em qualquer pessoa que estivesse por perto.

Foto: iStock

Esta situação angustiou a pobre Irmã Faustina, tanto que ela falou com a Madre Diretora. Ela não queria continuar desperdiçando comida e fazendo uma grande bagunça, sem falar em incomodar a todos. Outras irmãs eram mais adequadas para o trabalho. A Irmã Faustina esperava poder transmitir adequadamente essa situação à sua superiora. Mas o que a diretora-mãe disse? Simplesmente que o novato acabaria adquirindo a habilidade necessária. Foi isso.

Em sua fraqueza, Jesus oferece um milagre

Podemos entender que o coração de Irmã Faustina deve ter afundado por um breve momento. Ela sabia que não tinha forças e estava se tornando quase impossível drenar as batatas e fazer outros trabalhos pesados. Além disso, ela tinha certeza de que não iria apenas “adquirir” a habilidade de lidar com eles. Não fazia sentido. Sua fragilidade não foi considerada – nem um pouco. A Irmã Faustina parecia ficar mais fraca a cada dia. Ela se sentiu forçada a evitar o trabalho pesado. Ela recebeu olhares sujos de algumas das irmãs e ouviu alguns murmúrios pelo convento. Mas Deus tinha um plano!

Depois de falar com sua superiora, Ir. Faustina compartilhou seus sentimentos com Jesus em oração. Ela compartilhou com Ele simplesmente que não podia fazer o trabalho exigido porque ela não tinha forças. Ela imediatamente ouviu muito claramente: “De hoje em diante farás isso com grande facilidade. Fortalecerei as tuas forças” (Diário, 65). Que consolo! Música para seus ouvidos, com certeza.

Naquela noite, totalmente confiante na mensagem encorajadora de Jesus para ela, Irmã Faustina estava extremamente ansiosa para correr para a enorme panela antes de qualquer outra pessoa. Ela rapidamente pegou os pegadores de panela, tirou a panela do fogão e drenou até a última gota de água quente pelo ralo da pia sem nenhum problema! Quando levantou a tampa da panela para liberar o vapor e olhou para dentro, Irmã Faustina quase caiu. Desta vez, não foi por causa do peso da panela.

Foto: iStock

Em vez de batatas cozidas, uma abundância das mais lindas rosas vermelhas que esta Irmã já tinha visto encheram a panela! A mística foi pega de surpresa. Por um breve instante, Ir. Faustina não compreendeu o significado do milagre. De repente, uma voz distinta dentro dela revelou a resposta. “Estou transformando o teu trabalho tão pesado em buquês das mais belas flores, e o seu perfume eleva-se até o Meu trono” (Diário, 65).

Só podemos imaginar a renovada confiança que Ir. Faustina sentiu em realizar seu trabalho com facilidade e sua ânsia de continuar fazendo seu trabalho depois de ver o dom das rosas milagrosas e de ouvir como Jesus estava feliz com seus esforços.

Que força Irmã Faustina experimentou por meio de Suas palavras. Podemos experimentar essa força também. Podemos aprender com Jesus, percebendo que Ele se agrada do nosso trabalho quando ele é feito com amor e oferecido a Ele.

Depois dessa experiência incrível, Ir. Faustina se esforçou para ajudar as outras irmãs nas árduas tarefas, bem como nas suas próprias. Mais tarde, quando estava extremamente doente, ela escreveu uma prece (que você pode ver no final deste texto) sobre ser misericordiosa, praticar boas ações e ajudar seus vizinhos, mesmo quando ela própria estava exausta ou fraca.

 

Algo para refletir

Reserve um tempo para refletir sobre sua atitude em relação ao trabalho.

  • Você acha que produz “frutos” positivos?
  • Você confia no Senhor para o seu trabalho?
  • Você hesita em abordar Jesus com suas preocupações?
  • Alguma coisa está impedindo você?
  • O seu compromisso com o seu trabalho é um bom exemplo para os outros?
  • Você demonstra preocupação amorosa com aqueles que estão perto de você?

Devemos nos esforçar para reconhecer que todos os dias recebemos oportunidades de fazer uma diferença positiva na vida de alguém. Assim como Ir. Faustina foi uma influência tão boa para outras irmãs, nós também precisamos rezar e agir para ser luz para as nações e o sal da terra.

Reserve um tempo para refletir sobre o significado do trabalho em sua vida.

Com a ajuda de Deus e sua cooperação em oração, muitas transformações milagrosas podem ocorrer em sua própria vida e na vida das pessoas ao seu redor.

Ação de misericórdia

O que você pode fazer esta semana no trabalho que ajudará alguém de maneira profunda?

Talvez você trabalhe em casa ou talvez não trabalhe. Nesse caso, ainda faça questão de realizar ações misericordiosas esta semana para ajudar os outros. Ore e peça a Jesus e Maria para ajudá-lo a ter ideias para colocar em prática. Certifique-se de realizá-las!

Algumas sugestões:

  • Ajude alguém com seu trabalho.
  • Faça um elogio a alguém que está passando por dificuldades.
  • Ofereça-se para ajudar um colega de alguma forma.
  • Ore por alguém que você sabe que está procurando emprego.

Peça a Santa Faustina que interceda por você e pela pessoa a quem você está ajudando com palavras, atos ou orações.

 

ORAÇÃO DE MISERICÓRDIA

(Para ser rezado todos os dias desta semana)

 

“Ajudai-me, Senhor, para que as minhas mãos sejam misericordiosas
e transbordantes de boas obras e não se cansem jamais de fazer
o bem aos outros, enquanto aceite para mim
as tarefas mais difíceis e penosas.

Ajudai-me, Senhor, para que sejam misericordiosos também os meus pés,
para que levem sem descanso ajuda aos meus irmãos,
vencendo a fadiga e o cansaço;
o meu repouso esteja no serviço ao próximo” (Diário, 163).

Santa Faustina, rogai por nós.
Nossa Senhora, intercedei por nós.
Jesus, eu confio em Vós!

Amém.

 


 

Fonte: Adaptação do livro 52 semanas com Santa Faustina, de Donna-Marie Cooper O’Boyle.