Reflexão do Diário: tanta preocupação não funciona

“Quando vejo que o peso ultrapassa as minhas forças, não penso sobre isso, não analiso nem me aprofundo, mas recorro como uma criança ao Coração de Jesus e digo-Lhe uma palavra apenas: “A Vós tudo é possível.” — E fico depois calada, porque sei que o próprio Jesus se encarregará desse assunto, e eu, em vez de me atormentar, utilizo esse tempo para amá-Lo.” (Diário, 1033)

Muitos de nós gastamos grande parte de nossa vida pensando e examinando os fardos que carregamos, fardos que estão além de nossas forças. Se ao menos pudéssemos lidar com a ansiedade como Santa Faustina…

Por que temos a tendência de pensar demais em nossos problemas? A preocupação nos dá a sensação de que estamos resolvendo problemas – de que estamos no controle. Muitos de nós queremos desesperadamente estar no controle. Queremos ter a certeza sobre o futuro. Queremos garantir que tudo ficará bem.

Mas, precisamos lidar com a verdade: não há nada sobre o que temos poder. Tudo o que podemos fazer é tentar o nosso melhor para fazer a vontade do Senhor e deixar o resto com ele.

Foto: Teatro apresentado pelas Irmãs de Jesus Misericordioso, 2018

Santa Faustina entregou ao Senhor o seu desejo de controle, porque ela reconheceu suas próprias limitações. Tão importante quanto, ela confiou que Deus poderia “fazer todas as coisas”. Ela sabia que se Deus realmente desejasse algo para ela, Ele permitiria que acontecesse, e se Deus realmente quisesse poupá-la de algo, Ele o tiraria. Ela confiou que o Senhor tinha um propósito e um plano para sua vida, até o último detalhe.

O mesmo é verdade para você. Às vezes, pode ser difícil ver o plano de Deus para você, mas isso não significa que Ele não tenha um.

Considere a angústia que Cristo sofreu ao enfrentar Sua Paixão. Durante aqueles momentos, parecia que Deus não tinha um plano. Mas é claro, esse não foi o fim da história. Jesus ressuscitou dos mortos! No final das contas, o mal que Cristo suportou serviu ao propósito mais glorioso.

O mesmo pode ser dito sobre o seu sofrimento. Você pode ficar preocupado e ansioso. Ou, com a ajuda de Deus, você pode abraçá-lo e esperar os frutos que sua dor e sofrimento trarão.

Foto: iStock

A preocupação só nos traz mais problemas. Precisamos reconhecer uma verdade simples: se você está preocupado com a dor e o sofrimento futuro, você já está sofrendo! É melhor você fazer o que Santa Faustina aprendeu a fazer – entregar tudo ao Senhor e confiar que Ele cuidará de tudo.

Não temos tanto poder sobre nossas vidas quanto gostaríamos. Mas, graças a Deus, Ele tem o poder supremo. Enquanto continuarmos nos voltando para Ele quando os fardos nos oprimirem, Ele nos ajudará a superar tudo isso. Quanto mais entregamos nossos fardos a Ele, mais veremos quão eficaz é a confiança – e, em comparação, quão pouco a preocupação funciona a nosso favor.

 

Fonte: The Divine Mercy