18º Congresso: Segunda palestra

18º Congresso Nacional da Divina Misericórdia

Quem confia na minha misericórdia não perecerá […], e os inimigos são destroçados aos pés do Meu escabelo” (Jesus – Diário, 723).

Padre Silvio Roberto, MIC, conduziu a segunda palestra do 18º Congresso Nacional da Misericórdia. O tema da palestra foi: “O combate de Santa Faustina contra o inimigo da Misericórdia”.

Padre Silvio relatou que Santa Faustina fala 70 vezes no seu Diário sobre o mal e 15 vezes sobre o inimigo da Misericórdia Divina. Mas, por que o demônio é inimigo da Misericórdia? “O demônio odeia a Misericórdia Divina porque ela é o caminho de salvação”, ressaltou o sacerdote, “o objetivo da Misericórdia é nos salvar, é nos conduzir para a eternidade junto de Deus e o inimigo não quer isso, por isso odeia tanto a misericórdia”.

Santa Faustina chama o demônio de “inimigo da nossa salvação”. No Diário ela rezou a Deus, dizendo: “Que o poder da Vossa misericórdia nos defenda dos ataques dos inimigos da nossa salvação” (Diário, 1570). “Santa Faustina sabia o quanto o demônio odeia e persegue a nossa salvação”, afirmou Pe. Silvio.

O demônio tinha também muita raiva de Santa Faustina, porque ela escrevia sobre a Misericórdia. Ela contou: “Enquanto estou escrevendo estas coisas, ouço o ranger de dentes de satanás, que não pode suportar a misericórdia de Deus e arremessa objetos na minha cela” (Diário, 1583).   

 “Quantas pessoas foram tocadas pela Misericórdia de Deus por meio do Diário de Santa Faustina desde que ela faleceu em 1938. O demônio tinha muita raiva porque sabia que ela estava salvando almas”, afirmou o sacerdote.

Padre Silvio ainda explicou que essa mesma raiva que o demônio tinha de Faustina tem de todos que decidem ser um apóstolo da Misericórdia, porque, assim como Faustina, estamos salvando almas para Deus. Por, isso, o padre assinalou, também nós somos tentados pelo inimigo.

O palestrante elencou quais são os principais meios de ação do maligno para nos tentar, assim como tentou Santa Faustina. São eles:

  • Desânimo: quantas vezes nos sentimos desmotivados em falar da Misericórdia de Deus?!
  • Sombaria: quantas vezes zombam de nós por sermos apóstolos da Divina Misericórdia?!
  • Desviar-se da oração: quantas vezes ouvimos as pessoas nos dizendo que devemos parar de rezar por aquela pessoa pela qual imploramos a conversão?! Reze cada vez mais. Quando vier a tentação reze mais ainda.
  • Preguiça: Santa Faustina no seu Diário (n. 1127) relata que o demônio tem mais acesso às almas preguiçosas e ociosas.
  • Tentação contra quem tem autoridade: o inimigo tenta para que a pessoa não aceite a Misericórdia. Se for um padre, vai tentá-lo para que não aceita a devoção na paróquia.

Padre Silvio também elencou de que maneira devemos dos defender contra essas tentações do inimigo:

  • Guardar o silêncio – como fazia Santa Faustina (cf. Diário 1497), porque quando silenciamos colocamos nossa confiança em Deus.
  • Humildade – Deus abre suas graças aos humildes.
  • Paciência – “Nas adversidades que atravesso, conscientizo-me de que o tempo da luta não terminou, armo-me de paciência e dessa maneira venço o meu inimigo” (Diário, 509). Precisamos nos refugiarmos, nos lançarmos, no Coração de Jesus, que é a fonte da misericórdia e esperar tudo Dele.
  • Buscar refúgio em Nossa Senhora – Maria é o nosso escudo contra o inimigo.
  • Oração – a oração nos ajuda a termos o discernimento espiritual.
  • Eucaristia – devemos adorar a Jesus Eucarístico, nos aproximarmos Dele, comungarmos do Seu Corpo eucarístico.

Por fim, Padre Silvio afirmou que não devemos ter medo do espírito do mal. São Paulo diz que o Senhor nos deu um espirito de autoridade sobre o mal para levarmos a Palavra de Deus. “O Senhor nos dá graças especiais, não precisamos ter medo, precisamos confiar. Devemos anunciar, devemos trazer almas pra Jesus, levar as pessoas a um encontro com a Misericórdia Divina”, concluiu o palestrante.


Assista a 2ª Palestra

18º Congresso Nacional da Divina Misericórdia

2ª Palestra: Congresso Nacional da Divina Misericórdia.

Publicado por Santuário da Divina Misericórdia em Sábado, 16 de novembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *