18º Congresso: Dom Amilton celebra a primeira Missa

18º Congresso Nacional da Divina Misericórdia

Quem confia na minha misericórdia não perecerá […], e os inimigos são destroçados aos pés do Meu escabelo” (Jesus – Diário, 723).

A primeira santa Missa da programação do 18ª Congresso Nacional da Divina Misericórdia foi celebrada por Dom Amilton – bispo auxiliar de Curitiba, e concelebrada pelo Pe. Anchieta, MIC – Reitor do Santuário da Divina Misericórdia, além de outros sacerdotes que participam do congresso.

Na homilia, Dom Amilton destacou que a misericórdia não é apenas uma devoção, mas uma vivência, para fazermos aquilo que Jesus nos pediu “sede misericordiosos como o Pai é misericordioso” (Lc 6,36).

“Deus que é rico, em Jesus se fez pobre – se fazendo um de nós, na nossa pobreza e miséria para nos enriquecer com tudo o que é bênção e graça do céu”, salientou. O bispo também recordou as palavras de Santo Agostinho que dizia: “Deus se fez humano, para que o humano se fizesse divino”.

Mas, infelizmente, como escreveu certa vez o papa emérito Bento XVI, “estamos vivendo a cultura da morte de Deus”. Muitas pessoas renegam a Deus, acreditam que a religião é um julgo pesado que a controla, por isso renunciam a Deus. “Certas pessoas acreditam que não existe o pecado, que podem viver como querem. Vivem escravos dos seus vícios e interesses pessoais, prisioneiros de si mesmo. Mas a palavra de Deus é a verdade, a sua lei é liberdade”.

Recordando que hoje, 15 de novembro, é dia de Nossa Senhora do Rocio, Dom Amilton destacou que a misericórdia alcançou por primeiro a Virgem Maria para então se estender a toda a humanidade. A partir da vida de Maria relatada nas sagradas escrituras, Dom Amilton elencou 7 recados de Maria para que todos voltem para casa misericordiosos como o Pai:

  1. Viver a misericórdia é buscar, apesar dos pecados e limites, estar com Deus.
  2. Quem recebe a misericórdia enche o coração de alegria, como o Anjo disse: “Alegra-te Maria!”. Um cristão triste é alguém que não experimentou a misericórdia.
  3. Não podemos perder a graça de Deus, por isso devemos buscar os sacramentos, ter vida de oração e praticar a misericórdia.
  4. Não tenham medo! – como o anjo disse a Ela. Devemos ter coragem de se levantar porque temos um Deus por nós.
  5. Maria concebeu por obra do Espírito Santo. Quando vivemos a Palavra de Deus nos tornamos mãe como Maria porque levamos Jesus aos outros.
  6. Eis a serva do Senhor! Livremente dissemos sim a Deus para sermos servos. O servo não é maior que o seu senhor.
  7. Quem recebe a misericórdia, a misericórdia precisa doar. O que você quer para você, faça para o outro, se você quer o perdão, perdoe.

Acima de tudo, “misericórdia é buscar, apesar dos pecados e limites, estar com Deus”, afirmou Dom Amilton.


Assista a Santa Missa presidida por Dom Amilton

Congresso Nacional da Misericórdia 2019 – Santa Missa

Santa Missa – Congresso Nacional da Divina Misericórdia, Curitiba (PR). Celebrante: Dom Amilton, Bispo Auxiliar de Curitiba.

Publicado por Santuário da Divina Misericórdia em Sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *