Diante do medo, fixa o seu olhar na Paixão de Jesus

Então, vi a Virgem Santíssima, indizivelmente bela, que se aproximou de mim, vindo do altar até o meu genuflexório, estreitou-me ao seu Coração e disse-me estas palavras: Sou vossa Mãe pela infinita misericórdia de Deus. A alma que cumpre fielmente a vontade de Deus é a que mais me agrada. — Fez-me compreender que cumpro fielmente todos os desejos de Deus e dessa maneira encontrei graça aos Seus olhos. — Sê corajosa, não tenhas medo das dificuldades ilusórias, mas fixa o teu olhar na Paixão do meu Filho e, dessa maneira, vencerás.

 (Diário de Santa Faustina, 449)

 

Poucas coisas atingem o medo em nossos corações, como um obstáculo repentino no caminho do que mais desejamos,uma doença, uma crise financeira, um relacionamento rompido ou a perda de um ente querido. São circunstâncias difíceis, que podem nos manter presos ao medo e a raiva, se os deixarmos.

Mas para aqueles de nós que se esforçam para amar a Deus de todo o coração, todos os obstáculos são aparentes. Nada pode nos manter longe do amor de Cristo se fizermos da vontade de Deus o nosso objetivo mais elevado. E através da graça de Deus, as provações que passamos podem nos ajudar a nos transformar mais e mais à imagem de Cristo.

Julgamentos, é claro, doem. Ninguém quer sofrer. Mas Jesus e a Santíssima Virgem Maria nos ensinam a tirar proveito de nossos sofrimentos. Na passagem acima — número 449 do Diário, Maria nos chama para meditar na paixão de Cristo durante nossas provações. Ao sofrermos, Cristo, sofre dentro de nós, e a Virgem Maria chora por nós, assim como chorou com a morte de Jesus.

Se nos voltarmos para Cristo e para a Mãe Santíssima em meio às nossas provações, partes de nós que não glorificarem a Deus serão mortas. Mas, graças à ressurreição de Cristo, nos levantaremos de novo, depois da morte e do julgamento. Ao longo de nossas vidas, o Senhor nos permite experimentar pequenas mortes e pequenas ressurreições. É isso que significa crescer em santidade.

Então, durante qualquer obstáculo, devemos manter nosso objetivo em mente: lutar para amar a Deus e fazer a Sua vontade. Ele é a nossa saúde, nossa proteção, nossa libertação, nossa ressurreição, nesta vida e especialmente na vida que está por vir.

Jesus nos diz hoje:

Não se preocupe com nada. Esforce-se para fazer a Minha vontade e cumprirei os desejos mais profundos do seu coração. Siga o exemplo de Minha mãe, que chorou debaixo da minha cruz, esperando na ressurreição. Ninguém mais te ajudará a fazer a Minha vontade e a receber as minhas graças mais do que ela.

Minha oração:

Ó Maria, por favor, me consola neste dia e todos os dias diante de quaisquer obstáculos aparentes. Qualquer que seja a dor, seja qual for o desconforto, seja qual for a insegurança, ajude-me a ter em mente a Cruz de Cristo e a esperança da ressurreição. Através das minhas provações, ensina-me a amar a Cristo como você o ama. Amém.

 

Fonte: The Divine Mercy