Festa de Santa Teresinha do Menino Jesus, doutora da Igreja

Quero anotar um sonho que tive a respeito de Santa Teresinha do Menino Jesus. Eu era ainda noviça e tinha certas dificuldades, que não conseguia superar. Tratava-se de obstáculos interiores, mas que se relacionavam com dificuldades exteriores. Fiz novenas a vários santos, mas a situação tornava-se cada vez mais difícil. Os meus sofrimentos por esse motivo eram tão grandes que já não sabia como continuar a viver. De repente, veio-me a ideia de rezar à Santa Teresinha do Menino Jesus. Comecei uma novena a essa santa, pois já antes do ingresso no convento tinha grande devoção a ela. Agora me descuidei um pouco dela, mas, nessa necessidade, novamente comecei a rezar com todo o fervor.

No quinto dia da novena sonhei com Santa Teresinha, mas como se ela ainda estivesse na terra. Ocultando diante de mim o fato de ela ser santa, começou a dizer-me palavras de conforto; que eu não ficasse tão triste por causa desse problema, mas que confiasse mais em Deus. Disse-me: “Também eu sofri muito”. — Contudo, eu não estava muito convicta de que ela tivesse sofrido muito e disse-lhe: “A mim me parece que não tenha sofrido nada”. — Mas Santa Teresinha respondeu, assegurando-me de que havia sofrido muito e me disse: “Saiba, irmã, que dentro de três dias a irmã resolverá esse problema da melhor maneira”.

Como eu não estava muito inclinada a acreditar nisso, então ela se deu a conhecer, revelando-me que era santa. Então a minha alma encheu-se de alegria e perguntei-lhe: “Você é santa?”. E ela me respondeu: “Sim, sou santa, e confia que aquele problema a irmã resolverá no terceiro dia”. — E eu disse a ela: “Santa Teresinha, diga-me, irei para o céu?” — Respondeu-me: “A irmã irá para o céu”. — “E serei santa?” — Respondeu-me: “A irmã será santa”. — “Mas, Teresinha, eu serei uma santa como você, nos altares?”— E ela me respondeu: “Sim, você será uma santa como eu, mas deve confiar muito em Jesus”. — E perguntei-lhe se meu pai e minha mãe irão para o céu, se… (72) [frase incompleta] — Respondeu-me: “Irão”. — E continuei a perguntar: “E as minhas irmãs e meus irmãos irão também para o céu?” — Respondeu-me que rezasse muito por eles, mas não me deu uma certeza. Compreendi que necessitavam de muitas orações. Tratou-se de um sonho e, como diz o provérbio: “O sonho é ilusão e só Deus é salvação”. No entanto, no terceiro dia resolveu-se esse difícil problema com muita facilidade. Como me tinha dito, cumpriu-se ao pé da letra tudo que se relacionava com essa questão. Foi um sonho, mas ele teve o seu significado.

(Diário de Santa Faustina, 150)

Neste dia 1º de outubro, celebra-se a festa de Santa Teresinha do Menino Jesus, padroeira das missões e doutora da Igreja

teresinha_menino-jesus
“Quero passar meu céu fazendo o bem na terra”, dizia Santa Teresa de Lisieux, conhecida como Santa Teresinha do Menino Jesus. A santa carmelita, mesmo com sua vida contemplativa, tornou-se a padroeira das missões e Doutora da Igreja.

Santa Teresa viveu somente 24 anos. Mas, deixou um grande legado de amor para a Igreja, o qual se tornou muito conhecido com o passar do tempo.

Nasceu em uma família modesta e temente a Deus, que teve como frutos oito filhos antes da caçula Teresa. Quatro deles, porém morreram ainda novos, restando em vida Maria, Paulina, Leônia e Celina. saint-therese

Teresinha entrou para o Mosteiro das Carmelitas em Lisieux aos 15 anos de idade, com a autorização do Papa Leão XIII. Sua vida se passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.

Entregou-se com inteira decisão e consciência à tarefa de ser santa. Sem perder o ânimo, diante da aparente impossibilidade de alcançar os pontos mais elevados da renúncia de si mesma, costumava repetir: “Deus não inspira desejos impossíveis. Não tenho que me fazer mais do que sou, mas sim me aceitar tal como sou, com todas minhas imperfeições”.

Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o Pai, livre igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus, e tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou a pequena via da infância espiritual.

santa-teresinha-do-menino-jesus-3Teresinha tinha um profundo desejo em seu coração de ter sido missionária “desde a criação do mundo até a consumação dos séculos”. Queria ser tudo, até que descobriu sua vocação: “No coração da Igreja, minha mãe, eu serei o amor”.

Santa Teresa morreu de tuberculose, em 30 de setembro de 1897, dizendo suas últimas palavras: “Oh!… amo-O. Deus meu,… amo-Vos!”.

Um ano depois de sua morte, a partir de seus escritos, foi publicado o livro “História de uma alma”, que conquistou o mundo porque deu a conhecer o muito que esta religiosa tinha amado Jesus.

Foi beatificada em 1923 e canonizada em 1925, pelo Papa Pio XI, que a declarou “Patrona Universal das Missões Católicas”, em 1927.

Em 19 de outubro de 1997, São João Paulo II a proclamou Doutora da Igreja. Na ocasião, disse: “Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face é a mais jovem dos ‘Doutores da Igreja’, mas seu ardente itinerário espiritual manifesta tal maturidade, e as intuições de fé expressas em seus escritos são tão vastas e profundas, que lhe merecem um lugar entre os grandes professores do espírito”.

“O desejo que Teresa expressou de ‘passar seu céu fazendo o bem na terra’ segue cumprindo-se de modo admirável. Obrigado, Pai, porque hoje nos faz próxima de uma maneira nova, para louvor e glória de seu nome pelos séculos!”, concluiu São João Paulo II.

Fonte: Diário – A Misericórdia Divina na minha alma
Acidigital