Roma acolhe mais de 2 milhões de fiéis nos primeiros 100 dias do Jubileu

Papa Abrindo Porta santa

Na manhã desta segunda-feira, dia 14, realizou-se a coletiva de imprensa de apresentação do balanço dos primeiros 100 dias do Ano Santo. Os dados foram ilustrados pelo Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella, e pelo Prefeito interino de Roma, Franco Gabrielli.

De acordo com a última atualização (11/03), desde o início do Jubileu, Roma acolheu 2 milhões e 802 mil peregrinos. Quase três milhões de fiéis, levando em consideração o afluxo somente na Praça São Pedro. Não foram calculadas as pessoas que passaram pelas Basílicas de São Paulo fora dos Muros, Santa Maria Maior, São João de Latrão ou pelo Santuário do Divino Amor.

Somente para a exposição dos restos de São Pio de Pietralcina, a cidade acolheu meio milhão de peregrinos. Cerca de 40% eram estrangeiros.

Na coletiva, Dom Fisichella fez questão de reiterar a necessidade de se inscrever para atravessar a Porta Santa da Basílica Vaticana, não obstante alguns meios de comunicação tenham escrito o contrário. Para se inscrever, é necessário acessar o site ou se dirigir diretamente à sede do Pontifício Conselho, na “Via dela Conciliazione”.

Portas Santas
No total, foram abertas pelo menos 10 mil “portas santas” nas 2.089 dioceses de todo o planeta – dos prófugos no Curdistão iraquiano, aos fiéis na China ou na Amazônia. Esta é a diferença principal em relação ao Jubileu do Ano 2000. Francisco quis que o Jubileu não fosse centralizado em Roma.

A peregrinação indicada pelo Papa na Bula de convocação é, antes de tudo, interior, através também das obras de misericórdia corporais e espirituais. Pela primeira vez na história dos Jubileus, o Pontífice decidiu abrir a primeira Porta Santa fora de Roma. Antes do dia oficial de 8 de dezembro, o Jubileu teve início em 29 de novembro em Bangui, na Rep. Centro-Africana. A conclusão deste Ano Extraordinário está marcada para o dia 20 de novembro.

Fonte: News.va

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *