“Cada chamado de Deus é uma iniciativa de seu amor” afirma o Papa Francisco

(Foto: Vatican News/Vatican Media)

O Papa Francisco recitou a oração do Angelus, na Biblioteca do Palácio Apostólico do Vaticano, neste domingo (17). O Santo Padre fala que neste Segundo Domingo do Tempo Comum, o Evangelho apresenta o encontro de Jesus com seus primeiros discípulos, no rio Jordão. “Aqui está o cordeiro de Deus!” (Jo 1, 36) aponta João Batista para os dois que estavam com ele. Jesus pergunta a eles: “O que estais procurando?”. E eles disseram: “Rabi (que quer dizer: Mestre), onde moras?”. Jesus responde: “Venha ver”. “Não um cartão de visita, mas um convite para uma reunião. Os dois o seguem e naquela tarde ficam com Ele”, destaca o Santo Padre. O Pontífice fala que aqueles discípulos sentiram seus corações aquecidos, enquanto Jesus falava. “Cada encontro autêntico com Jesus permanece na memória viva, nunca é esquecido”, salienta o Papa Francisco. O Santo Padre afirma que muitos encontros são esquecidos, mas o verdadeiro encontro com Jesus sempre permanece. Sendo assim, assim que conhecem Jesus, essa alegria e luz transbordam para outras pessoas. 

Cada chamado de Deus é uma iniciativa de seu amor

Papa Francisco

O Papa diz que é sempre Deus quem chama, Ele quem toma a iniciativa. “O primeiro chamado de Deus é para a vida, como o qual ele nos constitui como povo; é uma chamada individual, porque Deus não faz coisas em série”. O Pontífice fala que Deus chama a cada um para um determinado estado de vida. “E a maior alegria para cada crente é responder a este chamado, oferecer-se a todos ao serviço de Deus e seus irmãos e irmãs”. 

Diante do chamado de Deus, de acordo com o Pontífice, algumas pessoas podem sentir medo. “Esta é a linguagem: a resposta para um chamado que vem do amor é apenas amor. No início há um encontro, de fato, há o encontro com Jesus, que nos conta sobre o Pai, faz seu amor ser conhecido por nós”. O Papa finaliza dizendo que durante a vida, houve um momento em que Deus se manifestou mais fortemente, com um chamado. “Voltemos a esse momento, para que a memória daquele momento sempre nos renove no encontro com Jesus”. 

Confira um trecho da oração do Angelus:

(Vídeo: Vatican News/Vatican Media)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *