Corpus Christi e a sabedoria de Santa Faustina

Celebramos neste dia 20 de junho, quinta-feira, a solenidade do Corpo e Sangue Santíssimo de Cristo (Corpus Christi).

Quando Santa Faustina celebrava esta festa em 1 de Junho de 1937, ela escreveu em seu diário:

“Hoje tivemos a procissão de Corpus Christi. No primeiro altar saiu uma chama da Hóstia santa, atravessou o meu coração, e ouvi uma voz: Aqui está o Meu descanso. Um fogo acendeu-se em meu coração, e senti que estava toda transformada Nele.” (Diário, 1140).

Vamos refletir sobre estas palavras do nosso Senhor para Santa Faustina: “Aqui está o Meu descanso“. Santa Faustina entregou seu coração completamente a Jesus e foi um lugar de repouso para Ele. Desde que Deus assumiu a forma de carne humana, quando Ele vê os pecados do mundo, Ele fere profundamente o Seu Coração.

O coração fiel de Santa Faustina era um lugar onde Jesus não teve que estremecer de dor por ter sido rejeitado. Ela fez de seu coração um lugar de consolo e aceitação para Ele.

E nós, aceitamos Jesus em nossos corações ou o rejeitamos? Existe lugar em nosso coração onde não queremos que Ele vá? Permitimos que Jesus descanse em todas as partes do nosso coração? Ou nos voltamos para distrações, ou preenchemos nossos corações com coisas que ferem o coração do Senhor?

Como podemos dar-Lhe mais espaço em nossos corações para que sejamos um lugar de descanso e consolo?

É um processo diário. Todos os dias nos deparamos com dezenas de pequenas escolhas que podem entorpecer nossos corações para que não tenhamos que enfrentar a dor de abri-los à luz e ao amor de Jesus, ou podemos abri-los em vulnerabilidade e permitir que o Senhor entre.

Vulnerabilidade, definida por um psicólogo popular hoje, é “incerteza, risco e exposição emocional“. Vulnerabilidade no mundo de hoje é muitas vezes dito ser uma fraqueza. Pode certamente ser muito assustador. Expor seu coração a outro deixa você aberto para ser ferido. É por isso que a maioria de nós cobre o coração. Mas não há necessidade de nos proteger do Senhor. Ele é Amor e Misericórdia.

Vulnerabilidade pode ser uma grande força. Você não pode amar o outro sem vulnerabilidade, ou crescer, aprender ou compartilhar com os outros sem vulnerabilidade. É na vulnerabilidade, isto é, na exposição emocional, dada apropriadamente àquele que é digno de confiança, que uma amizade pode florescer.

Jesus é Aquele que é o mais digno de confiança. Ele é Aquele com quem devemos estar mais vulneráveis. Mas, infelizmente, nossas feridas e cicatrizes desta vida e as maneiras pelas quais fomos feridos por outras pessoas muitas vezes são projetadas também em Nosso Senhor.

A Sagrada Eucaristia é precisamente o nosso lembrete diário de que Deus não é como a humanidade quebrantada e pecadora. Ele assumiu nossa carne humana para nos mostrar Seu amor incondicional, misericórdia e aceitação. Ele é digno de confiança e quando estamos vulneráveis ​​diante Dele, Ele descansa em nossos corações. Isso não só traz consolação, mas trará descanso e paz aos nossos corações também.

Ele se entregou a nós na Santíssima Eucaristia para que pudéssemos ter uma lembrança duradoura de Seu amor e presença entre nós. Seu corpo e sangue é alimento para a nossa caminhada.

Honramos e adoramos este Santíssimo Sacramento nesta festa especial. Vamos honrá-Lo e adorá-Lo em nossos corações todos os dias, tentando criar mais e mais espaço para Ele em nosso interior.

Fonte: Divine Mercy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *