Há 41 anos, São João Paulo II visitava Curitiba

Imagem: Arquivo Gazeta do Povo

Nos dias 05 e 06 de julho de 2021 celebra-se 41 anos que o papa João Paulo II (o Papa da Misericórdia) visitava a capital paranaense. Era a primeira vez que o papa polonês viajava para o Brasil, o ano era 1980, e o papa conheceu 13 cidades em 13 dias.

Recebido pelas autoridades locais, no dia 05, São João Paulo II percorreu as ruas de Curitiba até chegar ao Estádio Couto Pereira, local para onde falou para mais de 60 mil pessoas.

São João Paulo II pelas ruas de Curitiba | Arquivo: Arquidiocese de Curitiba

Após o pronunciamento, João Paulo II viu algumas apresentações artísticas, incluindo danças polonesas. O Papa também visitou uma casa genuinamente polonesa e disse na ocasião estar feliz e apaixonado por Curitiba, por ser uma cidade que abraça todas as culturas e todos os povos.

Relato de Dom Pedro Fedalto sobre a visita de João Paulo II (extraídos do livro “Reminiscências: 90 anos de idade – 50 anos de Bispo”):

No sábado de manhã, 5 de julho, o céu estava nublado. À tarde saiu um sol tênue entre as nuvens. As autoridades eclesiásticas, civis e militares aguardavam a chegada do Papa, todos emocionados. No horário previsto, o Papa João Paulo II estava no aeroporto. Tive o privilégio de ser o primeiro a cumprimentá-lo, beijar-lhe o anel e pedir-lhe a bênção. O Papa, alegre, recebeu os cumprimentos de todas as autoridades. Muitos fiéis de São José dos Pinhais cumprimentavam o Papa. No saguão do aeroporto muitos passageiros saudavam o Papa e ele, comovido, retribuía com sorriso, amabilidade e afabilidade.

Sao Joao Paulo II e Dom Pedro Fedalto, chegada em Curitiba | Arquivo: Arquidiocese de Curitiba.

Do aeroporto até o estádio do Coritiba, a rua foi toda ornamentada com bandeirinhas e flores nas sacadas enfeitadas e muito povo aplaudindo entusiasmadamente o papa. (…)

Às 18h00 chegou ao estádio Couto Pereira, todo florido, por onde passava o Papa, que era ovacionado pelo povo, sobretudo os poloneses e seus descendentes. Era um verdadeiro delírio. O Papa recebeu o sal e a broa polonesa, beijando-a devotamente. De Tomás Coelho foi trazida uma casa típica dos imigrantes poloneses de cem anos atrás. O Papa entrou nela. Dom Ladislau Biernaski, Bispo Auxiliar e o Padre Benedykt Grzymkowski, Reitor da Comunidade Polonesa no Brasil, saudaram emocionados o Papa, agradecendo sua visita e manifestando todo afeto pela visita a Curitiba. Vieram depois cantos em polonês e danças típicas das regiões da Polônia. O Papa ficou radiante, oferecendo um quadro de Nossa Senhora de Czestokowska e terço aos cantores.

Em seguida, o Papa recolheu-se no Arcebispado, onde se hospedou.


Santa Missa do Papa

Missa celebrada pelo Papa no Centro Cívico | reprodução web. Arquivo: Rádio Construtiva

No dia seguinte, em 06 de julho de 1980, o sucessor de Pedro, presidiu a Santa Missa no Centro Cívico de Curitiba. Estimasse que aproximadamente 700 mil pessoas participaram da celebração. Após a missa, João Paulo II, em conversa com o arcebispo emérito de Curitiba, Dom Pedro Fedalto, comparou a missa celebrada em Curitiba, com a missa do Dia de Pentecostes em Jerusalém, onde se encontram povos de todas as nações.

São João Paulo II na chegada ao Centro Cívico | Arquivo: Arquidiocese de Curitiba

Relato de Dom Pedro Fedalto:

A missa do Papa João Paulo II foi soleníssima, com muitos concelebrantes (…) todos do Paraná, a maioria de Santa Catarina, de Posadas e Presidencia Saens Peña, da Argentina e de Encarnación, Paraguai. Numerosos sacerdotes, com a participação de um milhão de fiéis, segundo jornalistas. Da Catedral até o Centro Cívico, repleta a Praça Nossa Senhora de Salete, adjacências e toda a Avenida Barão do Cerro Azul. (…) A homilia do Papa foi muito longa. Por cinco vezes fui dizer-lhe o que a multidão cantava, um dos refrões era: fica conosco Santo Padre. O Papa respondeu: São Pedro escolheu Roma, mas hoje está em Curitiba. As orações dos fiéis foram em dez línguas.

Após a visita do Pontífice, a cidade ganhou um bosque que leva o seu nome como homenagem. São João Paulo II foi o segundo Papa com o maior pontificado do mundo, permanecendo 26 anos no lugar de Pedro. O primeiro foi o Papa Pio IX, que teve 31 anos de papado.

No ano de 1997, após 17 anos da sua primeira visita ao Brasil, o Papa da Misericórdia retorna ao país. Foi a sua última visita antes do seu falecimento em abril de 2005. Até os dias atuais, sua visita e suas obras de amor e misericórdia são recordadas pelo mundo, de maneira especial em Curitiba, cidade que contém um grande número de descendentes poloneses.


Fonte: Arquidiocese de Curitiba, Tribuna do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *