Mãe: tudo de bom

Mãe, palavra tão pequena que revela algo de infinito!

Só de saber que ela existe muito bom.

Quando penso em minha mãe me sinto confortado, pois mesmo sabendo que ela está fisicamente longe de mim, a sua presença de amor misteriosamente toca o meu coração – que sentimento maravilhoso.

Tente fazer essa experiência também. Feche os seus olhos, respire profundo e pense em sua mãe, sinta todo amor que ela tem por você. Veja-a sorrindo, agradeça tudo que enfrentou pra que você pudesse crescer e chegar aonde chegou. E reze por ela – sua mãe merece ter respeito e talvez sua eterna gratidão.

Se eu pudesse definir a palavra mãe, assim seria: “M” de mistério + “A” de amor + “E” de esperança = MÃE: uma mistura de mistério, amor e esperança.

Elas não usam capa, nem tem escudo ou espada, porém, podem ser chamadas de guerreiras – por causa dos filhos, fazem qualquer coisa, enfrentam qualquer tipo de situação. A fé de uma mãe é capaz de gerar milagres, e assim como Nossa Senhora nas Bodas de Caná – a intercessão de uma mãe poderá fazer com que a graça aconteça, mesmo antes da hora de acontecer. Me parece que de alguma forma existe uma ligação especial entre o Céu e a Terra por meio de cada mãe.

Acredito com todo o meu coração que o coração de uma mãe se pareça muito com o Coração de Deus: ela ama, mesmo quando mais ninguém consegue amar, e veja que impressionante – a mãe sempre tem esperança, pois ela acredita, mesmo quando ninguém mais consegue acreditar.

Se eu pudesse voltar o tempo, seria um filho melhor e tentaria fazer as coisas um pouco diferente. Eu iria beijar mais minha mãe, agradecer mais, respeitar mais, valorizar mais, conversar mais, me divertir mais com ela, ter mais paciência. Mas, como não podemos voltar – só temos o hoje pra tentar mudar e dar de presente para cada uma delas, talvez aquilo que elas mais desejam: VOCÊ MESMO, seu tempo, seu amor, seu sorriso, seu abraço.

Eu sinto falta da minha mãe! Aproveite bem a sua, pois nada e nem ninguém vai conseguir te dar o que ela te deu: a vida.

Talvez sua mãe não cresceu, mas ela é feliz com o seu crescimento. Talvez ela não aprendeu tantas coisas, mas ela é feliz com tudo o que você aprendeu. Talvez você não tenha orgulho dela, mas com certeza ela tem orgulho de você.

Quer ser feliz e crescer na vida?

Então ame e respeite a sua mãe. Peça sempre a bênção dela e saiba que de alguma maneira, Deus sempre vai te abençoar por meio da bênção de sua mãe.

Mãe é tudo de bom! Parabéns para todas as mães. Deus seja louvado pelas guerreiras que vocês são. Um grande abraço meu e um Abraço de Jesus Misericordioso pra todos vocês.


Padre Sandro Souza, MIC  – Santuário da Divina Misericórdia

Um comentário em “Mãe: tudo de bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *