Missa de Despedida do Padre Sandro, MIC

O Santuário da Divina Misericórdia é um Santuário Diocesano reconhecido pela autoridade da Igreja Arquidiocese de Curitiba e confiado aos cuidados da Província Brasileira da Congregação dos Padres Marianos desde a sua fundação (24/06/1994).  Compete a autoridade da Congregação, o superior provincial e seu conselho, indicar membros da Congregação para trabalhar neste santuário sejam como pároco, vigários e outros colaboradores.

Nós consagrados temos a consciência que somente Cristo permanece sempre, nós somos sempre temporários. 

Neste Santuário já trabalham diversos marianos. Tais como: Pe. Jan Glica, seu primeiro pároco-reitor, bem como construtor da Igreja-Santuário, também o querido e saudoso e Pe. André Krzymyczek (in memória) que foi que quem deu início no Brasil à difusão do culto da Misericórdia, nestes moldes. Também neste santuário trabalharam o Pe. Ednilson, muito querido por todos, além do Pe. Jonas Eduardo, Pe. Mateus, Pe. André Lach, Pe. Silvio, Pe. Vanderlei, Pe. Fidel, entre outros.

Atualmente exercem o ministério no Santuário em nome da Congregação: o Pe. Anchieta, o Pe. Sandro, e o Ir. Thiago. Cada um deles contribuindo para o bem do povo de Deus e o crescimento desta casa da misericórdia. Os Marianos que por aqui passaram deixaram profundas marcas e serão sempre lembrados pelo bem que realizaram.

Mas todos eles a seu tempo, tendo em conta a necessidade da Província, foram transferidos para outras funções.  E com obediência religiosa acolheram a decisão dos superiores.  O Santuário, contudo continua a sua missão de anunciar a mensagem da misericórdia a todo. Temos muitos projetos para o futuro e para isto contamos com a colaboração e participação de todos.

No dia 15/10/2019, após longo discernimento junto a toda província, o Conselho Provincial fez uma série de transferências pessoais, em diversas funções provinciais. Dentre estas transferências, o Conselho Provincial tendo em vistas a necessidade da Congregação, decidiu transferir também o Pe. Sandro, atual vigário Paroquial deste Santuário, paro o Rio de Janeiro a partir do inicio do ano que vem. No seu lugar virá para trabalhar no Santuário: o Pe. Leandro, e o Pe. Marcos.

O superiores religiosos entendem que estes momentos de transferências podem ser difíceis e que é  normal e humano algum sofrimento, tanto para o padre que é transferido como do povo de Deus.  Cada Padre com o seu estilo, com seu carisma deixa na comunidade marcas positivas. Tenho certeza que o Pe. Sandro deixa e deixará no santuário as sua marca positiva de todo bem que ele realizou entre vocês, e verdadeiramente fico feliz em ver manifestações de ternura e carinho para com a pessoa dele. Mas, ao mesmo tempo preocupa-nos os excessos de algumas pessoas e os apegos demasiados a pessoa do padre, seja ele quem for, este tipo de apego não nos ajuda a crescer espiritualmente.  Nós consagrados temos a consciência que somente Cristo permanece sempre, nós somos sempre temporários.   A melhor forma de demonstrar o nosso amor e ajudar um consagrado a viver sua vocação é rezar para ele seja sempre fiel e viva bem a sua vocação.

Por isto convido a comunidade do Santuário a rezar pelos vossos sacerdotes e irmãos religiosos, por aqueles que já trabalharam aqui, por aqueles que aqui trabalham, e por aqueles que estão vindo. Para que sejam bons trabalhadores da vinha do Senhor.

A Missa de Despedida será no domingo, dia 8 de dezembro, às 19h

Pe. Jair Batista de Souza – Superior Provincial