Papa Francisco: caridade é um dom

(Foto: Vatican News/Vatican Media)

A mensagem do Papa Francisco para a quaresma foi publicada nesta sexta-feira (12), com o tema “Vamos subir a Jerusalém. Quaresma: tempo para renovar a fé, esperança e caridade”. Segundo o Santo Padre, quando Jesus anunciou aos discípulos a sua paixão, morte e ressurreição convidou-os a relacionarem a salvação do mundo. “Ao percorrer o caminho quaresmal que nos conduz às celebrações pascais, recordamos Aquele que se rebaixou a Si mesmo, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz”, destaca o Pontífice. O Papa afirma que é um tempo de conversão em que os fiéis devem estar com o coração aberto ao Pai. Na noite de Páscoa, os cristãos renovam as promessas do batismo para renascer por graça do Espírito Santo. “O jejum, a oração e a esmola – tal como são apresentados por Jesus na sua pregação (cf. Mt 6, 1-18) – são as condições para a nossa conversão e sua expressão”, salienta o Santo Padre. 

1. A fé chama-nos a acolher a Verdade e a tornar-nos suas testemunhas diante de Deus e de todos os nossos irmãos e irmãs

“Neste tempo de Quaresma, acolher e viver a Verdade manifestada em Cristo significa, antes de mais, deixar-nos alcançar pela Palavra de Deus, que nos é transmitida de geração em geração pela Igreja”, de acordo com o Pontífice. O Papa fala que o jejum leva as pessoas a redescobrir o dom de Deus. O Santo Padre diz que quem jejua faz-se pobre com os pobres e acumula riquezas do amor compartilhado. 

Jejuar significa libertar a nossa existência de tudo o que a atravanca, inclusive da saturação de informações – verdadeiras ou falsas – e produtos de consumo, a fim de abrirmos as portas do nosso coração Àquele que vem a nós pobre de tudo, mas «cheio de graça e de verdade» (Jo 1, 14): o Filho de Deus Salvador

Papa Francisco

2. A esperança como «água viva», que nos permite continuar o nosso caminho

“Esperar com Ele e graças a Ele significa acreditar que, a última palavra na história, não a têm os nossos erros, as nossas violências e injustiças, nem o pecado que crucifica o Amor; significa obter do seu coração aberto o perdão do Pai”, afirma o Papa Francisco. O tempo da quaresma é feito para ter esperança, segundo o Pontífice. O Santo Padre aponta que o perdão de Deus, através de palavras e gestos também, possibilita viver uma Páscoa de fraternidade. O Papa fala que para dar esperança, basta ser uma pessoa amável, oferecer um sorriso e não deixar que as preocupações preocupem. “Viver uma Quaresma com esperança significa sentir que, em Jesus Cristo, somos testemunhas do tempo novo em que Deus renova todas as coisas, sempre dispostos a dar a razão da nossa esperança a todo aquele que peça: a razão é Cristo, que dá a sua vida na cruz e Deus ressuscita ao terceiro dia”, evidencia o Santo Padre.

 A caridade é o impulso do coração que nos faz sair de nós mesmos gerando o vínculo da partilha e da comunhão

Papa Francisco

3. A caridade, vivida seguindo as pegadas de Cristo na atenção e compaixão por cada pessoa, é a mais alta expressão da nossa fé e da nossa esperança

O Papa afirma que a partir do “amor social” é possível avançar para uma civilização do amor. “Com o seu dinamismo universal, a caridade pode construir um mundo novo, porque não é um sentimento estéril, mas o modo melhor de alcançar vias eficazes de desenvolvimento para todos”. O Pontífice salienta que a caridade é um dom “que dá sentido à nossa vida e graças ao qual consideramos quem se encontra na privação como membro da nossa própria família, um amigo, um irmão”. O Santo Padre destaca que viver uma quaresma de caridade é cuidar de quem está em condições de sofrimento ou abandono devido a crise da covid-19. “Que este apelo a viver a Quaresma como percurso de conversão, oração e partilha dos nossos bens, nos ajude a repassar, na nossa memória comunitária e pessoal, a fé que vem de Cristo vivo, a esperança animada pelo sopro do Espírito e o amor cuja fonte inexaurível é o coração misericordioso do Pai”, finaliza o Pontífice. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *