“Para nós, cristãos, o futuro tem um nome e esse nome é esperança” afirma Papa Francisco

(Foto: Vatican News)

“Para nós, cristãos, o futuro tem um nome e esse nome é esperança” afirma Papa Francisco. O Santo Padre enviou um vídeo aos participantes da décima edição do Festival da Doutrina Social da Igreja, que acontece em Verona entre os dias 26 e 29 de novembro. O tema do evento é “Memória do Futuro”.

Segundo o Papa, o slogan desse ano é um pouco estranho, mas criativo, pois convida a ter essa atitude criativa em cuidar do futuro. O Pontífice destacou que para os cristãos, o futuro deve ser esperança. “A esperança é a virtude de um coração que não se fecha no escuro, não se detém no passado, não vive no presente, mas sabe ver o amanhã” evidencia o Papa. Para o Santo Padre, o amanhã significa uma vida redimida, a alegria do dom do encontro com o Amor.

“Para nós, cristãos, o que significa amanhã? É a vida redimida, a alegria do dom do encontro com o Amor trinitário”

Papa Francisco

O Pontífice citou um pensador russo, Vjačeslav IvanovichIvanov, que dizia “apenas o que Deus se lembra realmente existe”. Dessa maneira, o cristão precisa acessar a memória eterna do Pai. “Por isso, a dinâmica dos cristãos não é a de reter nostalgicamente o passado, mas antes de acessar a memória eterna do Pai; e isso é possível vivendo uma vida de caridade” orienta o Papa.

O Santo Padre salienta que todos foram gerados para a vida no batismo. Com isso, receberam o dom a vida que é a comunhão com Deus, com as outras pessoas e com a criação. O Papa aponta que “somos chamados a realizar a vida em comunhão com Deus, ou na intimidade da oração na presença do Senhor, no amor pelas pessoas que encontramos, ou na caridade e, finalmente, para com a pátria, o que indica um processo de transfiguração do mundo”.

De acordo com o Pontífice há um sentido para o Festival desse ano: “viver a memória do futuro significa comprometer-se a fazer com que a Igreja, grande povo de Deus ( cf.Lumen gentium , 6), possa constituir na terra o início e a semente do Reino de Deus”. Por fim, o Papa Francisco destaca que com força e criatividade, os fiéis podem ajudar a fascinar o coração e o olhar das pessoas para o Evangelho de Cristo. Além disso, tornar fecundo os projetos para uma nova economia e políticas inclusivas, com o intuito de amar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *