Testemunho: Jesus Misericordioso nos honrou, minha mãe é um milagre

Em março dei o meu testemunho. Hoje quero dar o testemunho da minha mãe, Jorgina. 

Eu contraí a covid-19 em 07/03, e fui para a UTI. Quando sai em 24/03, recebi a notícia de que a minha mãe tinha sido internada logo depois mim e estava em estado gravíssimo, entubada e sedada na UTI.

Minha mãe pesava 150 kg, era cardíaca, tinha pressão alta e o médico não nos dava muita esperança. Mas, em meu coração eu não tinha medo, nem desespero, pois tinha acabado de viver uma experiência com Jesus Misericordioso e Nossa Senhora na UTI.

Então na Sexta-feira Santa, convoquei todos os familiares para rezarmos online o Terço da Misericórdia meditado e fazermos a Via-sacra. Iniciamos também a Novena da Misericórdia em família, sempre pedindo que fosse feito a vontade de Deus na vida da minha mãe.

Terminamos a Novena e convidei a família para rezar o Terço da Misericórdia meditado todos os dias. Foi lindo ver a ação da misericórdia em minha família: quem não sabia rezar aprendeu e até conduziu o Terço. Brigas e desavenças desapareceram e a graça mais importante, após 37 dias sedada, começou o processo de retirada da sedação da minha mãe.

No dia 01/05, foi retirado o tubo. No Dia das Mães, falamos com nossa mãe pela primeira vez, após 54 dias internada. No dia 14/05, ela saiu da UTI e foi para a enfermaria, onde pudemos estar com ela e cuidar. Ela estava sem os movimentos dos membros inferiores e superiores. E, finalmente, na terça-feira da semana passada, ela teve alta para casa, já com a maior parte dos movimentos recuperados.

Certo dia, enquanto ela ainda estava na enfermaria, percebi que na grade que circundava o hospital, tinha imagens de Jesus Misericordioso. Fiquei muito emocionada. 

O médico da UTI disse que a minha mãe era um milagre, e que a recuperação dela dava ânimo no meio de tantas perdas.

Jesus Misericordioso nos honrou e atendeu as nossa súplicas através da Divina Misericórdia.

Jesus, eu confio em Vós!



Vanusa Mateus Batista, Planaltina–DF.

Se você deseja testemunhar a sua graça alcançada, escreva para o
e-mail jornalismo@divinamisericordia.com.br ou para a Central dos Devotos WhatsApp (41) 99525-7937.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *