“Vai ter que passar por cima do meu cadáver para votar”, diz Cunha sobre aborto

Aborto não é interesse da sociedade, diz Eduardo Cunha. (foto: Wenderson Araújo)

Em entrevista publicada nesta segunda-feira (09/02), no blog Estadão Rio, o novo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha falou sobre as chances de colocar em votação projetos que tentem legalizar o aborto no país: “nem que a vaca tussa”.

Abaixo o trecho da entrevista que se refere ao tema:

“Há vários projetos de garantias de direitos dos homossexuais, de legalização do aborto.

Isso é mais discurso. Para pautar um projeto, ele tem que ter apoio suficiente. Não tenho que ser bonzinho. Eles querem que isso seja a agenda do País, mas não é. Não tem um projeto deles na pauta para ir a votação. Tenho que me preocupar com o que a sociedade está pedindo e não é isso.

O senhor tem uma posição pessoal contra o casamento gay, a legalização aborto. Isso vai interferir na condução dessas matérias?

Aborto eu não vou pautar (para votação) nem que a vaca tussa. Vai ter que passar por cima do meu cadáver para votar. Aborto e regulação de mídia, só passando por cima do meu cadáver. O último projeto de aborto eu derrubei na Comissão de Constituição e Justiça. Regulação econômica de mídia já existe. Você não pode ter mais de cinco geradoras de televisão. No aborto, sou radical.

Mas o aborto não é um tema para o Congresso discutir?

Por quê? Quem está pedindo para ser discutido?

O Congresso representa a sociedade e parte dela quer discutir a legalização do aborto.

Qual é a parte do Congresso que está pedindo? Isso é uma minoria.”

 

Leia a íntegra da entrevista feita pela jornalista Luciana Nunes Leal.

fonte: Blog da Vida

por: Jônatas Dias Lima

2 thoughts on ““Vai ter que passar por cima do meu cadáver para votar”, diz Cunha sobre aborto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *