Votos perpétuos da Ir. Guadalupe: uma vida de quem deixou tudo pelo Tudo

A Irmã da Congregação de Jesus Misericordioso, Maria Guadalupe da Santíssima Trindade, vai realizar os votos perpétuos, neste sábado (12), no dia de Nossa Senhora de Guadalupe. A história da Irmã começou em Irecê, na Bahia, local em que nasceu. Os pais pernambucanos foram morar na Bahia com a expectativa de uma vida melhor. A caçula entre os irmãos sentiu o chamado aos 12 anos. Ela sentia a vontade de ficar mais próxima de Deus. Embora tenha nascido em Irecê (BA), a religiosa morava em um pequeno vilarejo, chamado Recife de Jussara (BA). Nesse local, não havia um sacerdote presente com frequência. Dessa forma, o chamado da pequena futura irmã se apagou por um período devido a falta de incentivo a vocações religiosas. Por conta disso, a Ir. Guadalupe, atualmente, conta que não perde a oportunidade de perguntar às meninas “Você de repente não quer se casar com Jesus?”. Pela falta de incentivo e por todas mudanças da vida, a Irmã pensou em ser médica e escritora. Ela diz que a entrega em servir a Deus, geralmente, não estava entre as opções. Entre idas e vindas, a Irmã se formou em Pedagogia, em Juazeiro (BA). A vocação que a pequena havia sentido aos 12 anos foi silenciada pelas distrações do mundo.

A Irmã afirma que queria muitas coisas e ao mesmo tempo tinha, porém “não tinha nada”. “Eu sempre era aquela pessoa sozinha na multidão” conta a Ir. Guadalupe. A religiosa relembra momentos de inquietações ao longo da vida universitária. Ela fala que a vida dela sempre foi muito intensa com trabalho e estudo, sendo somente o domingo o dia para o descanso. Após terminar a faculdade de Pedagogia, ela foi morar com a mãe e com a irmã, durante 3 anos. Nesse período, ela teve a oportunidade de fazer serviço pastoral e ajudar na paróquia de São Francisco de Assis. A Irmã diz que foi com a ajuda desse santo que ela teve a coragem de deixar o tudo pelo Tudo.

Um dia, a Irmã chegou em casa muito brava, pois achava que Deus não estava a ajudando. Por conta disso, ela escutou uma música da Banda Dom e colocou a canção bem alta para que ninguém escutasse ela “brigando com Deus”. Ela recorda que a música dizia assim:

“Sei que o seu coração dói
Sei que o mundo lhe destrói
Não, não se entregue assim, irmão
Vale a pena viver
Nova vida viver

Vem, deixe tudo para trás
Sim, nova vida você vai ganhar
Se a Jesus se entregar
Vale a pena tentar
Vem experimentar!”

Durante a música, ela dizia para Deus que tudo era um erro e que ela queria uma vida nova. A Irmã conta que também estava brava, pois havia terminado um relacionamento amoroso que acreditava que estava tudo certo. Porém, Deus pediu para ela terminar. Durante a canção “Deixe tudo para trás. Sim, nova vida, você vai ganhar!”, ela clamava a Deus que não queria dirigir a própria vida, mas que queria que Jesus cuidasse para ela. Ao longo do final de semana em que a religiosa teve essa conversa com Deus, a irmã dela estava realizando um retiro e a convidou para participar. “Aqui tem almoço e aí não tem!” disse a irmã da religiosa, com o intuito de instigar Guadalupe a ir no Seminário de Vida. Sendo assim, foi devido a um almoço que a Irmã sentiu o desejo de ir àquele retiro. Nesse final de semana, a garota, que aos 12 anos sentiu o chamado de ser mais de Deus, deixou a ‘vida velha’ e foi em direção ao novo que o Senhor a estava chamando. No retiro, a Irmã relembra que no momento da exposição do Santíssimo foi muito forte. “Eu nunca tive dúvida da presença de Jesus, mas nunca tinha sido tão claro para mim” destaca a Ir. Guadalupe. Naquele momento, a Irmã teve a certeza que Jesus a estava guiando para um tempo novo. A Irmã Guadalupe convida aquelas que sentem uma inquietação, a buscar saber mais sobre a vocação, pois “não custa nada tentar”.

“Se eu tenho Deus, eu não tenho a necessidade de mais nada”

Irmã Guadalupe

Após o retiro que mudou a vida da futura religiosa, ela começou a buscar congregações. Já no dia da beatificação de São João Paulo II, 9 anos atrás, a Irmã recorda que discutiu com Deus. Ela pediu uma estabilidade na vocação, pois de manhã ela queria ser freira, mas a noite não queria mais. Na manhã seguinte, a Ir. Guadalupe acordou com a mesma vontade de se entregar inteiramente a Deus. Decidida, contou para a mãe e para a irmã que queria ser freira. Dessa forma, ela começou a busca por uma congregação que tivesse o hábito preto – pois ela desejava isso no coração. Porém, ela não encontrava. Sendo assim, tentou entrar em outra congregação, mas não deu certo. Um dia, um amigo do grupo de oração da Ir. Guadalupe mandou mensagem no MSN dizendo que tinha achado a Congregação das Irmãs de Jesus Misericordioso. Ele falou para a futura Irmã “você vai se apaixonar”. E como ela mesma conta, se apaixonou por tudo na congregação.

Assim que mandou um e-mail para a Irmã Emília, começou o processo vocacional na congregação. Depois de mandar os documentos, a Irmã precisou viajar para o Pará, mas nunca havia viajado de avião.


Medo de deixar tudo?

“Deixar tudo? Eu não pensei duas vezes” evidencia a religiosa. Ir.Guadalupe fala que o único medo era de viajar de avião, mas que não tinha o receio de se entregar nos braços de Jesus.


Congregação de Jesus Misericordioso

O carisma da Congregação de Jesus Misericordioso é a misericórdia. Essa é a congregação que Jesus pediu a Santa Faustina. Mesmo que Faustina não tenha conseguido fundar, o Pe. Miguel Sopocko iniciou a missão com o intuito de louvar e proclamar a misericórdia de Deus neste mundo. “Vivemos como toda congregação, ora et labora” salienta a Ir. Guadalupe. Ela disse também que há momentos de oração e silêncio, assim como a vivência em comunidade. 


Atualmente, a Irmã Guadalupe trabalha como sacristã no Santuário da Divina Misericórdia. “Cada coisa que nós fazemos para Deus é muito grande” segundo ela. 

A religiosa afirma que prometeu a pobreza, castidade e obediência. Sendo assim, neste sábado, ela irá renovar novamente os votos que fez há anos para Jesus. Os Votos Perpétuos acontecem na Santa Missa que será transmitida pelas Redes Sociais do Santuário da Divina Misericórdia, às 11 horas, neste sábado (12). 

Quem tiver interesse em conhecer mais sobre a Congregação de Jesus Misericordioso, pode entrar em contato pelo Facebook ou com as Irmãs que estão sempre presentes nas missas no Santuário da Divina Misericórdia. 



2 thoughts on “Votos perpétuos da Ir. Guadalupe: uma vida de quem deixou tudo pelo Tudo

  1. Qui deus nos abençoe e nos dê muitos anos de vida e felicidades e muita saúde para todos nós se puder mande uma benção prá mim ass. Nida sua amiga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *