20 anos da Evangelium Vitae de João Paulo II

Vigilia pela vida

Milhares de pessoas encheram a Basílica de Santa Maria Maior em Roma no último dia 25 para unir-se à Vigília de oração pelo 20º aniversário da Evangelium Vitae, a encíclica promulgada em 25 de março de 1995 por São João Paulo II dedicada a defender o valor da vida humana.

Em declarações ao grupo ACI o sacerdote mexicano José Guillermo Gutiérrez, membro do Pontifício Conselho para a Família e um dos principais promotores do evento, explicou que esta oração “nos recordou que cada vida humana é valiosa, que a devemos acolher e pôr os meios para que possa desenvolver-se integralmente assim como a missão ou vocação à qual Deus a tenha chamado”.

“A vigília de oração vivida ontem foi fantástica. Vivemos um momento estupendo de união de corações de todo o mundo. Sentimos vibrar uníssona a alma católica elevando por mãos de Maria Santíssima ao Senhor a seguinte súplica: Por cada vida humana que foi querida pelo próprio Deus. Isto não devemos esquecê-lo nunca”, sublinhou.

O objetivo foi dar graças a Deus pelos frutos produzidos pela pastoral da vida, dar a conhecer ao mundo os benefícios da oração e recordar que a vida eterna é o destino de todos os fiéis.

A cerimônia começou com o terço, dirigido pelo sacerdote espanhol Mons. Carlos Simón Vázquez, Subsecretário do Pontifício Conselho, seguida da Missa, celebrada pelo Presidente do dicastério, Arcebispo Vincenzo Paglia.

A Vigília de oração teve lugar ante a imagem da Salus Populi Romani, a imagem Mariana a que o Papa reza antes das suas viagens.

Outras dioceses do mundo também se uniram a esta vigília de oração, e dentro destas, alguns dos principais santuários marianos como Fátima (Portugal), Lourdes (França) e Guadalupe (México).

A primeira oração pela defesa da vida ocorreu há 20 anos, quando o Pontifício Conselho para a Família, guiado então pelo Cardeal Alfonso López Trujillo, convocou na Basílica de Guadalupe, junto à associação “Defender a Vida com a Maria”, um congresso que convidava a orar pela vida humana e agradecer a Deus por este dom.

Atualmente, em diferentes dioceses do mundo, realiza-se campanhas de oração, de ajuda às mulheres grávidas sem recursos, de catequese sobre o valor da vida humana em todas suas etapas, e se faz um seguimento das leis para procurar que se respeite a vida humana da concepção até a morte natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *