Papa Francisco, o primeiro Pontífice em abrir uma Porta Santa fora de Roma

000_par8344149

O Ano da Misericórdia terá início oficialmente no dia 8 de dezembro, mas, em caráter de exceção, o Papa Francisco abriu a Porta Santa da Catedral de Bangui na República Centro-africana como um importante gesto para alentar a paz neste país e no mundo. É a primeira vez que um Pontífice realiza este gesto fora de Roma e em um templo que não seja uma das basílicas papais da Cidade Eterna.

Antes de iniciar a Missa com os sacerdotes, religiosos e catequistas da República Centro-africana, e em um ambiente de festa, o Papa abriu a Porta Santa perante a multidão reunida na esplanada da Catedral.

O Santo Padre disse, improvisadamente, antes de abrir a Porta Santa que “hoje, Bangui torna-se a capital espiritual do mundo. O Ano Santo da Misericórdia chega adiantado a esta terra; uma terra que sofre, há diversos anos, a guerra e o ódio, a incompreensão, a falta de paz. Mas, simbolizados nesta terra sofredora, estão também todos os países que estão passando através da cruz da guerra. Bangui torna-se a capital espiritual da súplica pela misericórdia do Pai. Todos nós pedimos paz, misericórdia, reconciliação, perdão, amor… para Bangui, para toda a República Centro-Africana, para o mundo inteiro. Para os países que sofrem a guerra, peçamos a paz; todos juntos, peçamos amor e paz. Todos juntos (em língua sango): «Doyé Siriri!»

O pedido do Santo Padre ecoou entre a multidão que pedia em coro pela paz na língua nativa da região.

“E, com esta oração, começamos o Ano Santo, hoje, aqui nesta capital espiritual do mundo!”

Francisco abriu a Porta Santa que só é aberta quando se celebra um Jubileu ou um Ano Santo, como o da Misericórdia que ele convocou para este 8 de dezembro e que se estende até o dia 20 de novembro do próximo ano.

Por motivo de sua viagem à África, o Papa decidiu abrir a Porta Santa desta Catedral como um chamado a todo mundo a viver a paz como dom de Deus.

No dia 1 de novembro durante a oração do ângelus em Roma, o Santo Padre afirmou que “para manifestar a proximidade orante de toda a Igreja a esta nação tão afligida e atormentada e para exortar todos os centro-africanos a serem sempre testemunho de misericórdia e de reconciliação, no domingo 29 de novembro tenho o desejo de abrir a Porta Santa da Catedral de Bangui, durante a Viagem Apostólica que espero poder realizar nessa nação”.

fonte: ACI Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *