Autoridade vaticana diz que se espera publicação de exortação do Papa sobre a família até março

Dom Vincenzo Paglia Foto: Daniel Ibañez/ACI Prensa
Dom Vincenzo Paglia Foto: Daniel Ibañez/ACI Prensa

O Presidente do Pontifício Conselho para a Família, Dom Vincenzo Paglia, declarou que a exortação apostólica do Papa Francisco sobre o Sínodo dos Bispos dedicado à família deve ser publicada até março. Entretanto, o anúncio oficial da data de lançamento ainda não foi feito pela Sala de Imprensa da Santa Sé, como acontece normalmente.

A declaração de Dom Vincenzo Paglia foi dada à agência Ecclesia, durante a participação nas jornadas de atualização do clero da Província Eclesiástica do Sul, em Algarve, Portugal.

Segundo ele, o documento deverá reforçar o pedido do Papa Francisco de uma Igreja “em saída” e próxima das famílias.

Dom Paglia disse estar “convencido de que a exortação será um hino ao amor, a um amor que quer zelar pelo bem das crianças, que sabe estar perto das famílias feridas para lhes levar força, que quer estar junto dos mais idosos, a um amor que toda a humanidade precisa”.

A jornada de atualização da qual o presidente do Pontifício Conselho participa tem como tema “Família: Centralidade, Renovação e Continuidade”.

Em sua reflexão, Dom Paglia salientou a importância da Igreja estar próxima às famílias, ajudando-as em seus problemas e desafios, sobretudo em relação aos casais mais jovens.

“Hoje infelizmente, vemos uma grande brecha entre a família e a paróquia: as famílias são muito pouco eclesiais, já que se voltam facilmente, para si mesmas, e as paróquias são pouco familiares, porque se encontram abafadas pelo peso da burocracia, ou envelhecidas pelo funcionalismo. Há pouco calor, pouco acolhimento, pouco acompanhamento”, disse a autoridade vaticana.

De acordo com a agência Ecclesia, o arcebispo italiano recordou também as famílias que vivem em situações “dramáticas” por causa das guerras, da pobreza, do desemprego e da instabilidade social, de modo especial as refugiadas.

“Muitos governos não têm uma política familiar e isso é gravíssimo”, alertou, acrescentando que “a solidez de uma sociedade está na família”.

Fonte: Acidigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *