Domingo da Misericórdia – é o dia da Festa de Jesus

Ao centro Padre Francisco Anchieta e demais padres que concelebraram a santa Missa da Festa da Misericórdia. Cada um segura em suas mãos a relíquia de um santo.

Uma santa missa solene reuniu os Padres Marianos no Santuário da Divina Misericórdia, em Curitiba – PR, no dia 28 de abril de 2019, para a celebração do Domingo da Misericórdia – a Festa da Misericórdia tão pedida por Jesus a Santa Faustina Kowalska.

“Que o sangue e a água que jorram do coração de Jesus possa estar nos devolvendo a condição de filho e filha de Deus pela Sua misericórdia”, pronunciou o celebrante Padre Francisco Anchieta, MIC.

Padre Jair Batista de Souza, MIC, superior provincial dos Padres Marianos, destacou na homilia que “hoje é o dia que o Senhor fez para nós, dia de reencontrarmos o sentido da nossa existência na contemplação do Senhor ressuscitado”.

Pe. Jair Batista de Souza, MIC.

No Domingo da Misericórdia o Senhor vem trazer-nos a paz

Padre Jair destaca que a cena do evangelho de hoje (Jo 20,19-31) reflete a nós mesmos. “Hoje somos nós aqueles discípulos reunidos que estavam com medo. Como aqueles apóstolos, sabemos que o Senhor ressuscitou, já contemplamos suas maravilhas como eles contemplaram, mas temos medo assim como eles sentiam medo. Nós temos medos de tantas coisas em nossa vida.”

Apesar o medo e da insegurança que tirava a paz dos discípulos, o Senhor se coloca no meio deles e trouxe-lhes a paz. “Hoje nós, amedrontados por tantas coisas, vivemos a graça do Senhor coloca-Se no meio de nós, mesmo diante de nossas imperfeições. Nós somos os discípulos de hoje, por isso o Senhor vem ao nosso encontro trazendo em primeiro lugar o dom da Sua paz”.

Na bíblia, explicou Padre Jair, a palavra shalom significa muito mais que paz. “É uma paz ampla que traz em si o desejo de prosperidade, de felicidade. Essa é a paz que o senhor nos traz hoje, uma paz que acalma nosso coração, que traz serenidade aos nossos sentimentos”.

Devota de Jesus Misericordioso que participou da Caminha Vocacional. A caminhada saiu às 6 horas da manhã da paróquia São Jorge em direção ao Santuário da Divina Misericórdia. Os peregrinos percorreram mais de 10 km a pé para participar da Festa da Misericórdia.

Sobre a vivência da misericórdia, Padre Jair assinalou que a misericórdia não se reduz a uma espiritualidade. “Não se trata apenas de rezar o terço e a novena, a misericórdia é ação concreta em favor de alguém, em favor dos que precisam da paz do Senhor”.

Sejamos a mão do Senhor para o outro

O sacerdote convidou cada um a ser a mão misericordiosa de Jesus para o outro e assim como Ele “passemos pela vida fazendo o bem”.

“Experimentemos no seu próprio coração o dom infinito da misericórdia de Deus para que possamos nos tornar propagadores da misericórdia, sendo a mão e a paz do Senhor para quem Dele precisa”, concluiu Padre Jair.

Bênção e consagração das famílias no Domingo da Misericórdia

Momento da bênção dos quadros de Jesus Misericordioso

Na sequência da santa Missa da Festa da Misericórdia teve a bênção dos quadros de Jesus Misericordioso, a consagração das famílias a Divina Misericórdia e a oração do Terço da Misericórdia.

Consagração das famílias a Divina Misericórdia

Ao longo do dia aconteceram outras quatro santas Missas no Santuário da Divina Misericórdia para celebrar a Festa da Misericórdia: às 6 horas da manhã; às 8 horas; 15 horas, com a presença de Dom Amilton Manoel da Silva – bispo-auxiliar da Arquidiocese de Curitiba; e, às 19 horas, a missa de encerramento do Domingo da Misericórdia.

Confira as fotos do dia da Festa da Misericórdia!

por Gislaine Keizanoski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *