March for Life 2015: um exército pela vida dos bebês com má formação

(fotos: divulgação/marchforlife.org)

As fotos evidenciam a maioria jovem presente na March for Life 2015, que ocorreu em Washington, na quinta (22/01). A já tradicional manifestação que protesta contra o aborto legalizado nos Estados Unidos reuniu, mais uma vez, milhares de pessoas. Os números da multidão não são precisos, mas algumas publicações locais falam em 200 mil.

O aborto deixou de ser crime no país em 1973 – graças a uma mentira admitida, vale recordar – e desde então, o movimento pró-vida busca formas de reduzir o número de vidas perdidas com a prática, por exemplo, impulsionando leis estaduais que limitem o funcionamento de clínicas de aborto, uma verdadeira indústria que lucra matando bebês em gestação.

Na edição desse ano, os organizadores escolheram como tema “Toda vida é um presente” (“Every life is a gift”, em inglês) e o foco da manifestação foram os bebês diagnosticados precocemente com algum tipo de má formação, como o caso dos portadores de síndrome de Down. Durante o evento a presidente da March for Life, Jeane Monahan reforçou os dados usados na campanha de divulgação, de que aproximadamente 85% desses bebês são abortados, o que representa 20% do total de abortos no país. “Queremos mostrar a beleza de cada vida”, disse Jeane em seu discurso.

Quem apoiou publicamente a manifestação mais uma vez foi o papa Francisco. Sua conta oficial no Twitter publicou o lema do evento e marcou a hashtag #marchforlife.

Veja algumas fotos:

10933816_790447514367525_2292844329328169335_n

10940496_790625427683067_1248637103064014783_n

1485081_790626734349603_6065176145094403794_n

Clipboard02

Pope Francis

A cobertura do evento via mídias sociais foi intensa, por isso convido os leitores a acessarem o site oficial e conferir muito mais sobre a edição 2015: http://marchforlife.org/

***

Fonte: Blog da Vida.

Curta a página do Blog da Vida no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *