Padre Pio “abençoará” o envio dos Missionários da Misericórdia

Os restos do Padre Pio estarão presente na missa de envio dos sacerdotes “Missionários da Misericórdia”, serão exposto na Basílica de São Pedro nesta Quarta-feira de Cinzas, dia 10 de fevereiro.

O Arcebispo Rino Fisichella, presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, indicou que o Santo Padre “expressou o grande desejo” de que as relíquias do santo capuchinho sejam expostas durante a Missa do dia 10 de fevereiro.

Por outro lado, em uma carta enviada a Dom Michele Castoro, Arcebispo de Manfredonia-Vieste-San Giovanni Rotondo, Dom Fisichella indicou que na Quarta-feira de Cinzas, será o dia no qual o Papa Francisco enviará os missionários da misericórdia ao mundo inteiro, a quem se confere o mandato especial de pregar e confessar, para que sejam testemunhos vivos de como o Pai acolhe todos aqueles que estão buscando seu perdão”.

Os Missionários da Misericórdia são sacerdotes que, durante o Jubileu, terão a faculdade de perdoar os pecados que somente podem ser absolvidos pela Santa Sé.

A presença de São Pio de Pietrelcina “será um sinal valioso para todos os missionários e sacerdotes, pois encontrarão fortaleza para sua própria missão no maravilhoso exemplo deste confessor incansável, acolhedor e paciente, uma autêntica testemunha da misericórdia do Pai”, expressou Dom Fisichella.

O percurso jubilar das relíquias do Padre Pio

Os restos do Padre Pio estarão expostos durante o mês de fevereiro no Vaticano, a exposição faz parte de um percurso impulsionado pelo Ano da Misericórdia.

A mídia italiana afirmou que as relíquias do Padre Pio, estarão no santuário de San Giovanni Rotondo, a partir do dia 3 de fevereiro serão trasladadas à Basílica de São Lourenço Fora dos Muros em Roma e permanecerão ali até o dia seguinte, sob o cuidado dos capuchinhos.

No dia 5, as relíquias serão levadas em procissão de São Lourenço Fora dos Muros até à Basílica de São Pedro, onde serão expostas até o 11 do mesmo mês.

Durante estes dias, acontecerão vários eventos, como a audiência papal do dia 6 de fevereiro com os membros dos “grupos de oração do Padre Pio”, os trabalhadores nas Casas de Alívio do Sofrimento, fundadas pelo santo em 1956, e com fiéis provenientes da arquidiocese de Manfredonia-Vieste-San Giovanni Rotondo.

No dia 9 de fevereiro, o Pontífice presidirá a Santa Missa com os Irmãos Menores Capuchinhos do mundo inteiro em São Pedro e logo depois da Missa do dia 11 de fevereiro pela festa de Nossa Senhora de Lourdes, celebrada por Dom Fisichella, as relíquias de São Pio serão levadas a Pietrelcina por três dias. Este ano se cumpre exatos cem anos que São Pio deixou a sua cidade natal de Pietrelcina.

São Pio da Pietrelcina, conhecido como “Padre Pio”, nasceu em 1887 e morreu em 1968. Este sacerdote da Ordem dos Frades Capuchinhos Menores nasceu em Pietrelcina, mas exerceu seu ministério em São Giovanni Rotondo desde 1916 até sua morte.

Também recebeu os estigmas e teve visões místicas. Foi beatificado em 1999 e canonizado em 2002 pelo Papa São João Paulo II.

fonte: ACI Digital

Confira também: A pedido do Papa Francisco, corpo do Padre Pio estará no Vaticano durante Jubileu da Misericórdia

Um comentário em “Padre Pio “abençoará” o envio dos Missionários da Misericórdia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *