Santa Missa e Consagração dos AEDM

17º Congresso Nacional da Divina Misericórdia

“Fala ao mundo da Minha grande e insondável Misericórdia” (Diário, 164)

 

A Santa Missa realizada na tarde do segundo dia do 17º Congresso Nacional da Divina Misericórdia, que acontece até domingo no Santuário da Divina Misericórdia, em Curitiba-PR, foi celebrada pelo Provincial da Congregação dos Padres Marianos, Padre Jair Batista, MIC.

Concelebraram junto do Padre Jair os outros sacerdotes da Congregação, assim como os sacerdotes peregrinos que participam do Congresso.

Em sua homilia o Provincial refletiu sobre o Evangelho de Lc 18, 1-8, em que Jesus conta a parábola da viúva que pedia por justiça, que persistia em busca dos seus direitos na sociedade, e, de um juiz não temia a Deus e não respeitava homem nenhum.

O Padre afirmou aos devotos que por meio dessa parábola Lucas diz qual a intensão de Jesus: incutir na mente e coração dos fieis a necessidade de rezar sempre e nunca desistir.

Jesus quer transmitir dois ensinamentos:

1º diante da situação existencial, do modo de vida da viúva, que naquele tempo tinha todos os seus direitos destituído na sociedade. Jesus faz uma comparação com a atitude existencial de cada um perante Deus. “Jesus está nos convidando para que não só imitemos a atitude de insistência da viúva, mas também nos coloquemos na sua limitação de conseguir o que ela queria por sua própria conta.

Jesus nos convida a criar em nossos corações uma condição como a viúva, que se reconhece que não é capaz, condição de pequenez e fragilidade”, afirma o Padre Jair.

2º diante da atitude da viúva: insistência

Cada um de nós em algum momento da vida vai se reconhecer incapaz e impotente, como essa viúva. Mas a sua insistência, a sua fé vence. E o juiz, como alguém prepotente e poderoso, cansado atende ao pedido da viúva.

“Jesus diz: esse juiz foi capaz de atender ao pedido da viúva, será que o nosso Pai não vai nos ouvir? Tenham vocês para com Deus a mesma atitude, porque Deus não é como o juiz. Ele é um Pai Misericordioso, que deseja nos atender. Busque um coração semelhante ao dessa viúva”, incentivou o padre.

 

Dando continuidade à celebração o Padre Sandro Souza, MIC, responsável pelos AEDM no Brasil, realizou a Consagração dos AEDM (Apóstolos Eucarísticos da Divina Misericórdia).

Após citar o que cada devoto da Misericórdia deve fazer (Rezar o Terço e a Hora da Misericórdia, ter um quadro de Jesus Misericordioso, participar da Novena e da Festa da Misericórdia), e também a parte prática (realizar obras de caridade), o Padre Sandro chamou todos os devotos para a Consagração. Então cada membro disse o seu nome e juntos com o Padre Sandro fizeram a oração de Consagração, citando os propósitos de um AEDM.

Em seguida, todos os Apóstolos presentes no Congresso rezaram juntos a oração de renovação. Diário, número 163:

Ó Santíssima Trindade, quantas vezes o meu peito respirar, quantas
vezes o meu coração bater, quantas vezes o meu sangue pulsar em
mim, outras tantas mil vezes desejo adorar a Vossa misericórdia.
Desejo transformar-me toda em Vossa misericórdia e ser um vivo
reflexo Vosso, ó meu Senhor! Que a Vossa misericórdia, que é insondável e
de todos os atributos de Deus o mais sublime, se derrame através do meu
coração e da minha alma sobre o próximo.
Ajudai-me, Senhor, para que os meus olhos sejam misericordiosos,
de modo que eu jamais suspeite nem julgue as pessoas pela aparência
externa, mas perceba a beleza interior dos outros e possa ajudá-los.
Ajudai-me, Senhor, para que os meus ouvidos sejam misericordiosos,
de modo que eu esteja atenta às necessidades dos meus irmãos e
não me permitais permanecer indiferente diante de suas dores e lágrimas.
Ajudai-me, Senhor, para que a minha língua seja misericordiosa, de
modo que eu nunca fale mal dos meus irmãos; que eu tenha para cada
um deles uma palavra de conforto e de perdão.
Ajudai-me, Senhor, para que as minhas mãos sejam misericordiosas
e transbordantes de boas obras e não se cansem jamais de fazer o bem
aos outros, enquanto aceite para mim as tarefas mais difíceis e penosas.
Ajudai-me, Senhor, para que sejam misericordiosos também os meus
pés, para que levem sem descanso ajuda aos meus irmãos, vencendo a
fadiga e o cansaço; o meu repouso esteja no serviço ao próximo.
Ajudai-me, Senhor, para que o meu coração seja misericordioso e
se torne sensível a todos os sofrimentos do próximo; ninguém receba
uma recusa do meu coração. Que eu conviva sinceramente mesmo com
aqueles que abusam de minha bondade. Quanto a mim, me encerro no
Coração misericordiosíssimo de Jesus, silenciando aos outros o quanto
tenha que sofrer.”

 

 

2 thoughts on “Santa Missa e Consagração dos AEDM

  1. Olá, meu nome é Isacleide Maria Ferreira, faço parte de um grupo dos Apóstolos Eucarísticos da Divina Misericórdia em Natal, RN e estou tentando falar com vcs já faz um tempinho.
    O nosso grupo nasceu em 2008 Mais acabou em 2011, sendo que estamos reerguendo esse grupo é já fazem 2anos e 3 meses que estamos nos reunindo e tendo formação pelo livrinho da Divina Misericórdia volume 1, e já encerramos esse volume e queremos comprar o volume 2. Mais a comunicação com vcs está muito difícil. Por favor vou enviar o meu email [email protected], se vcs puderem me ajudar Pois estamos precisando muito das orientações de vcs. Paz e Bem

    1. Boa tarde, Isacleide. Entraremos em contato por email para fazer o envio dos livros que você precisa.
      Fique com Deus!
      Que Deus abençoe o seu grupo de Apóstolos Eucarísticos da Divina Misericórdia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *